EDUCAÇÃO

UFFS orienta escolas sobre alimentação saudável

13 de julho de 2022 às 17:56
Publicidade

Despertar em crianças a escolha por frutas, verduras e demais alimentos que favoreçam a manutenção da saúde, esse é um dos objetivos do programa de extensão desenvolvido pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza. Por meio de ações educativas, o Programa em Segurança Alimentar e Nutricional (NutriSAN) traz como proposta a atuação dos estudantes do curso de Nutrição na promoção da atenção primária à saúde. O projeto trabalha com ações de educação alimentar e nutricional em escolas de Realeza.

O projeto conta com a participação de 14 voluntários, todos acadêmicos do curso de Nutrição, que buscam elaborar atividades lúdicas sobre alimentação saudável para as crianças. São realizados teatros de fantoches, contação de histórias, atividades que estimulam os sentidos do tato, olfato e paladar, jogos e outras brincadeiras que despertam a curiosidade e o gosto por uma variedade de alimentos. Ao todo, sete escolas do município de Realeza já receberam a visita dos integrantes do projeto.

As atividades são elaboradas de acordo com as demandas detectadas pelos professores e diretores das escolas, alguns desses problemas citados, de acordo com a coordenadora do projeto professora da UFFS Camila Elizandra Rossi, recaem sobre a dificuldade das crianças em comerem frutas, verduras e legumes, ou mesmo na predileção de algum tipo de alimento descartando-se os demais oferecidos durante a alimentação escolar.

Com as dificuldades apresentadas, o grupo pesquisa metodologias e estratégias de educação alimentar e nutricional, considerando a faixa etária, o problema e os mais recentes estudos na área, conforme explicou a professora da UFFS, Flávia Ramos, colaboradora no projeto. “Sempre buscamos uma abordagem que proporcione a participação e a interação entre os escolares”, comentou. Algumas dessas atividades envolvem a degustação de alimentos: “os escolares estão na fase da formação do hábito alimentar, da construção do gosto. A degustação é outro elemento importante para apresentar alimentos ou preparações, o que acaba ampliando o repertório de alimentos que o público conhece”, detalhou.

Como resultado, o projeto busca estimular por meio da educação alimentar e nutricional a escolha por hábitos alimentares mais saudáveis, propondo a mudança de comportamento. “Pesquisas mostram que, especialmente, os adolescentes com sobrepeso e obesidade tendem a permanecer neste estado quando adultos. Se de alguma forma estimulamos a mudança de comportamento desde cedo, por meio de uma abordagem educativa, a chance de termos adultos conscientes é maior. Esse problema de perfil corporal é uma situação que está associada com muitas outras doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, não é só uma questão corporal, mas a possibilidade de desenvolver algo mais grave”, argumentou Camila.

O projeto de Atuação Interdisciplinar na Atenção Primária à Saúde, coordenado pelas professoras Camila e Flávia, integra o Programa NutriSAN voltado para promover a segurança alimentar e nutricional da população de Realeza e demais cidades da região. O programa fomenta a promoção e manutenção da saúde, buscando prevenir o aparecimento de doenças associadas à alimentação. Outro projeto inserido ao NutriSAN é a “Formação em boas práticas para a manipulação de alimentos na Agricultura Familiar e no empreendimento familiar rural”. Descubra as demais atividades desenvolvidas no perfil @nutrisan.uffs, no Instagram.

(Comunicação UFFS)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE