Cascavel – Chegou a hora do Cascavel Futsal buscar o seu principal título ao longo de quase 25 anos. Neste domingo, a equipe inicia a decisão da Liga Futsal diante o Magnus, em Sorocaba. É a primeira partida da decisão. O jogo da volta acontece em Cascavel, no dia 19.
A equipe viajou na quinta-feira para tentar minimizar o desgaste físico da decisão do estadual e, do ritmo constante de jogos decisivos. Com isso, a equipe está realizando os últimos treinos já em Sorocaba.

Para o ala Rafinha a estratégia é válida para o time ajustar detalhes para a decisão. “É importante para ajustarmos alguns parafusos. Temos uma preparação boa ao longo do ano e agora é hora de alinhar a estratégia para enfrentar um grande time, acostumado com decisões e entrar em quadra com muita motivação para esta final inédita”, garante o ala, revelando a importância de ter feito a melhor campanha da temporada. “Precisamos de voos maiores agora. Já conquistamos o Paraná e queremos conquistar o Brasil. Estamos viajando com o objetivo de buscar esse título”, garantiu o capitão Carlão.

Histórico
O Magnus aposta no seu histórico vencedor para encarar a decisão contra o Cascavel Mesmo com uma campanha inferior a do time cascavelense, os paulistas estão usando o “campeão de tudo” como forma de motivação. Em oito temporadas o clube disputou 34 finais e conquistou 24 títulos (um aproveitamento superior a 70% nessas decisões), entre eles, duas Ligas Nacionais, duas Ligas Paulistas, dois Campeonatos Paulistas, uma Libertadores e três mundiais.

“O que nos motiva é fazer história, entrar para a história. Buscar se reinventar todos os dias, não se acomodar com os resultados que temos. Tenho certeza de que em pouco tempo estaremos entre os maiores da história. Acho que em oito anos, ninguém consegue os números que conseguimos”, avalia o técnico Ricardinho.

 

+++ Leia Mais:+++

 

Torcedor escolhe os destaques da LNF

Cascavel – Quatro integrantes do Cascavel Futsal estão entre os destaques da Liga Futsal. O goleiro André Deko, o fixo Carlão, o pivô Roni e o técnico Cassiano Klein. Eles fazem parte da lista feita pelos técnicos dos 23 times da Liga Futsal e agora dependem da votação popular para levarem o prêmio da temporada. A votação acontece no site da LNF até a próxima segunda-feira, dia 13.

Após a escolha da Seleção, a LNF abre a votação para o Craque da LNF 2021, também em votação aberta no site. A disputa será entre os cinco atletas da Seleção. A votação será válida até o intervalo do segundo jogo da Final, no dia 19.12.
Concorrem como melhor técnico Banana (Foz), Cassiano Klein (Cascavel) e Ricardinho (Magnus).

Como melhor goleiro estão na votação André Deko (Cascavel), Pedro Bianchini (ACBF) e Willian (JEC). Os fixos são Allan (Atlântico), Carlão (Cascavel) e Rodrigo (Magnus). Concorrem como alas direito Leandro Lino (Magnus), Pedro Rei (ACBF) e William (Foz); na esquerda Leozinho (Magnus), Neto (Foz) e Richard (ACBF); e os pivôs Charuto (Magnus), Dieguinho (JEC) e Roni (Cascavel).

 

+++

 

Restam quatro vagas na Libertadores
Rio – O término do Campeonato Brasileiro definiu nove times que irão representar o país na Taça Libertadores de América. É a maior participação da história, com times entrando direto na fase de grupos e na fase pré-Libertadores. Fluminense e América Mineiro entram na fase 2 da Pré-Libertadores, ou seja, irão enfrentar um time vencedor de confronto na fase 1.

Já Atlético Mineiro, Athletico, Palmeiras, Flamengo, Fortaleza, Corinthians e Red Bull Bragantino entram na fase de grupos. Até o momento, 15 times já se classificaram para a Pré-Libertadores, restando apenas mais quatro vagas que ainda não foram definidas, sendo duas da Colômbia e duas da Bolívia.
Outros países que já estão com representantes definidos são Argentina, com Colón, River Plate, Vélez Sarsfield, Boca Juniors, Talleres e Estudiantes; Bolívia, que terá o The Strongest, Always Ready e Independiente Petrolero; Chile, com Universidad Católica, Colo-Colo, Audax Italiano e Everton. Da Colômbia estão garantidos Deportes Tolima e Atlético Nacional; do Equador o Emelec, Independiente del Valle, Universidad Católica e Barcelona de Guayaquil; os paraguaios Cerro Porteño, Libertad, Guaraní e Olimpia; os peruanos Alianza Lima, Sporting Cristal, Universitario e Universidad César Vallejo; os uruguaios Peñarol, Nacional, Plaza Colonia e Montevideo City Torque; e os venezuelanos Monagas, Deportivo Táchira, Deportivo Lara e Caracas.

 

+++

 

Copa do Brasil abre final neste domingo
Curitiba – Neste domingo o Atlético-MG recebe o Athletico, às 17h30, no Mineirão, pelo jogo de ida da decisão da Copa do Brasil. O jogo de volta está marcado para acontecer na quarta-feira, 15, às 21h30, na Arena da Baixada, e encerrará oficialmente a temporada 2021 do futebol brasileiro. Além do título, o jogo também vale a  liderança da artilharia da competição para Hulk e Renato Kayzer. O centro-avante do Galo tem 6 gols, contra quatro de Kayzer.

Ambas equipes já levantaram pelo menos um troféu este ano. O Furacão conquistou o bicampeonato da Copa Sul-Americana ao superar o RB Bragantino, por 1 a 0, com gol de Nikão, enquanto o Galo, que já havia sido campeão mineiro, ergueu a taça do Brasileirão com duas rodadas de antecedência e agora pretende fechar o ano com a famosa “Tríplice Coroa”.

Durante o ano de 2021, o Atlético-MG disputou 72 partidas entre Campeonato Mineiro, Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Destes jogos, a equipe do técnico Cuca conseguiu vencer 50, empatou 14 e perdeu apenas oito, marcando 127 gols durante a temporada e sofrendo 47.

Já o Athletico disputou 73 jogos, ou seja, um a mais do que o rival mineiro. O Furacão esteve envolvido no Campeonato Paranaense, na Copa Sul-Americana, na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, vencendo 35 partidas, empatando 13 e perdendo outras 25. Ao todo, a equipe marcou 92 gols e sofreu 73.