Cascavel – Atleta do Instituto Tennis Route, do Rio de Janeiro, o paranaense Thiago Wild, de 18 anos, entrou para a história do tênis brasileiro ao conquistar, no domingo, o título do US Open juvenil, o último Grand Slam do ano, disputado no piso duro em Nova York, nos EUA.

O tenista de natural de Marechal Candido Rondon derrotou o italiano Lorenzo Musetti, 18º colocado, com parciais de 6/1 2/6 6/2 após 1h18min em partida disputada na quadra Louis Armstrong, a segunda principal do torneio americano.

É a primeira vez que um brasileiro ganha o título juvenil do US Open em simples, e a segunda vez que um vence um Grand Slam na categoria – o alagoano Tiago Fernandes venceu o Australian Open em 2010.

“Terminando minha carreira juvenil ganhando um título de Grand Slam é muito importante pra mim e minha equipe. É um sonho de criança que tinha vencer um Grand Slam e poder estar com meu nome nos grandes torneios. Era minha última chance no juvenil nesse nível, agora daqui pra frente é manter os pés no chão e trabalhando com minha equipe da Tennis Route que me apoia desde meus 14 anos”, disse Wild que retornou ontem ao Rio de Janeiro para iniciar preparação para uma série de challengers pela América Latina e América do Sul a partir do fim de setembro.

Wild vem fazendo uma ótima temporada com semifinal em Roland Garros e vem focando a temporada no profissional onde tem um título em São José do Rio Preto (SP) e um vice em Curitiba e está dentro dos 500 melhores do mundo.

A campanha

A campanha de Thiago teve vitória contra o número 1 do mundo, o taiwanês Chun Tseng, na semifinal. Tseng estava invicto desde a derrota na final do Australian Open. Depois, havia conquistado Roland Garros e Wimbledon na sequência. Wild começou a campanha do título derrotando o americano Zane Khan, 107º. Na segunda rodada superou o tcheco Jiri Lehecka, 29º colocado; nas oitavas bateu o britânico Aidan McHugh, 33º, e no mesmo dia superou o japonês Taisei Ichikawa, 54º, nas quartas de final.