A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio em algum lugar do mundo, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), que aponta essa como a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

No Brasil, a campanha Setembro Amarelo teve início em 2015, com o objetivo de popularizar a discussão em torno do assunto e ajudar a identificar sinais de alerta.

Suicídio é um assunto sério que precisa ser amplamente divulgado, especialmente em períodos sensíveis como com a pandemia da covid-19. É importante que, diante de qualquer sinal mínimo de alerta, a pessoa procure ajuda. O ideal é ter um acompanhamento psicológico, além do apoio de pessoas próximas, como familiares e amigos.

Outra dica valiosa é procurar ajuda do CVV (Centro de Valorização da Vida), que atende pelo telefone 188, no qual voluntários treinados atendem as ligações (gratuitas) 24 horas por dia, todos os dias, em todo o território nacional. É importante ressaltar que as ligações são sigilosas nem precisa se identificar.

Setembro também remete à reflexão sobre como cuidar da saúde mental. De acordo com a OMS, trata-se de uma questão que se refere a um bem-estar no qual o indivíduo desenvolve habilidades pessoais, consegue lidar com os estresses da vida, trabalha de forma produtiva e encontra-se apto a dar sua contribuição para a comunidade.

Por isso, podemos resumir saúde mental como o ato de estar bem consigo mesmo e com os outros. Uma importante dica para conseguir esse equilíbrio é praticar algum exercício físico. Quando nos exercitamos, nosso corpo libera endorfina, uma substância produzida pelo cérebro durante a realização desse tipo de atividade. A endorfina é conhecida como hormônio da alegria, porque ajuda a relaxar, reduz o estresse e a ansiedade e ainda melhora o humor.

Uma boa alternativa é escolher o tipo de exercício que mais se adequa ao seu estilo de vida e preferências. Algumas dicas: atividades como corridas e andar de bicicletas promovem um estado emocional de alegria e euforia. Os exercícios como alongamentos e yoga trazem sensação de paz e mais elasticidade corporal. Atividades como ginástica e musculação trabalham o ritmo cardíaco e aumentam o ganho de massa muscular. O importante é não ficar parado.