Semana do Nome Limpo, realizada pela AMIC, é oportunidade para renegociação de dívidas

A ação acontece entre os dias 25 e 29 de novembro e entidades parceiras oferecem opções vantajosas para quitação e refinanciamento de débitos

Está chegando a 3ª edição da “Semana do Nome Limpo”, ação organizada pela AMIC (Associação de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Oeste do Paraná), que visa oportunizar a renegociação e quitação de dívidas, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Em 2019, esse projeto de refinanciamento de dívidas acontece entre os dias 25 e 29 de novembro. “Durante os dias da campanha, os clientes com débitos vencidos, em atraso ou em aberto devem procurar a instituição onde a dívida foi contraída para renegociar as formas e condições de pagamento, com o benefício de descontos e juros abaixo dos comumente praticados”, explica Luiz Sérgio Wosiack, assessor da presidência da AMIC, idealizador do projeto que é uma proposta inédita no Oeste do Paraná.

Entre os objetivos está fortalecer os laços com as instituições financeiras e os empresários locais, reduzir o nível de inadimplência dos empreendedores, contribuir para a continuidade das atividades empreendedoras e estimular a economia do município como um todo. Quando surgiu, em 2017, a campanha reuniu diversas instituições financeiras que ofereceram prazos e juros diferenciados aos seus clientes e, assim, diminuíram a sua carteira de inadimplência e resgataram os clientes. Em 2018, ainda mais instituições aderiram ao projeto. E em 2019, os parceiros são: Colorix Tintas, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Sicoob, Bônus Cred, Fancar, Destaque Cobranças, Posto Shell Algo Mais, Posto Shell Ouro Preto, Posto Shell Santo Antônio 1, MM Mercado Móveis e Sincovel.

A Semana do Nome Limpo tem patrocínio do Sicoob e tem o apoio do Sebrae. O período para a realização é propício, já que no mês de novembro costuma ocorrer o pagamento da primeira parcela do 13º salário, o que impulsiona a renegociação das dívidas e fomenta o cenário econômico. “É mais dinheiro circulando na praça… Isso é muito bom tanto para quem está precisando pagar, quanto para quem precisa receber”, comenta Luiz Sérgio. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (45) 3036-5636.



Fale com a Redação

dezessete + 8 =