Junto ao aumento no número de casos de covid-19 apresentado nos últimos dias em Maripá, os boletins diários emitidos pela Secretaria de Saúde também têm registrado o aumento de pacientes que precisam de internamento em leitos de enfermaria ou UTI. “Temos observado um agravamento nos casos e o acometimento da doença de forma grave em pessoas mais jovens, com comorbidades e sem comorbidades, o que muito nos preocupa”, relata a secretária de Saúde, Marguid Maas Lerner.

O boletim dessa terça-feira (1º) mostra seis pacientes internados na UTI, maior número desde o início da pandemia e mais quatro óbitos em investigação. “É uma situação crítica, com UTIs lotadas em todas as regiões e com o número de óbitos aumentando”, destaca. Segundo ela, os decretos municipais e estaduais não têm efeito se as pessoas relaxam com os cuidados básicos. “Estamos há mais de um ano ouvindo da necessidade do uso da máscara, de evitar aglomerações, mas ainda hoje as pessoas simplesmente ignoram estes cuidados. Precisamos de mais consciência e responsabilidade”, pontua.

DENÚNCIA – A Secretaria de Saúde reforça a importância da denúncia, tanto de aglomerações que desrespeitem os decretos municipais e estaduais, quanto o descumprimento do isolamento domiciliar para pessoas com suspeita ou confirmadas com a Covid-19.

A Secretaria de Saúde reforça que continua com os canais disponíveis para denúncia relacionadas à pandemia, como aglomerações que desrespeitem os decretos municipais e estaduais e o descumprimento do isolamento domiciliar para pessoas com suspeita ou confirmadas com a Covid-19.

Os cidadãos devem entrar em contato com a Polícia Militar pelo 190 ou com a Secretaria de Saúde pelo número (44) 99923-7793, o qual é destinado exclusivamente para assuntos relacionados ao coronavírus.

AMBULATÓRIO COVID – Desde o mês de março, a Secretaria de Saúde de Maripá estabeleceu um cronograma com horários específicos para o atendimento eletivo a suspeitos de Covid-19, no Ambulatório Covid, localizado junto ao Pronto Atendimento 24 Horas.

Desta forma, pacientes que apresentam sintomas mais leves como tosse, febre, dor de cabeça, espirro, calafrio, náusea, vômito ou diarreia devem procurar o atendimento nos horários das 10h, 15h ou 21h, todos os dias, inclusive aos fins de semana. A medida não se aplica em caso de sintomas graves, como falta de ar e dificuldade para respirar, quando o atendimento deve ser imediato.

CENÁRIO MUNICIPAL – De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Maripá nesta terça-feira (1º), são 38 casos confirmados ativos no momento, seis deles internados em UTI e os demais estão em isolamento domiciliar. Outros 40 estão em investigação, aguardando os resultados dos exames também em isolamento domiciliar.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, Maripá soma 1.639 casos notificados da doença, sendo 549 deles confirmados e 498 recuperados da doença, 1.047 descartados e nove óbitos confirmados, além de quatro óbitos aguardando análise da Secretaria de Estado da Saúde.