Rio Grande do Norte tem quarta noite seguida de ataques

NATAL ? O Rio Grande do Norte teve mais uma noite violenta nesta segunda-feira, com ataques na capital e interior do estado. É o quarto dia seguido com registro de atentados a prédios públicos e veículos, que, segundo as investigações, ocorrem em represália à instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim. De acordo com a Polícia Militar, já são 80 ocorrências desde a sexta-feira, das quais 46 incêndios, 19 tentativas de incêndios, três depredações e sete disparos contra prédios públicos e proximidades, quatro envolvendo artefatos explosivos.

brde2

Em Natal, dois homens suspeitos de tentarem colocar fogo em um prédio público foram presos na zona oeste da cidade. Com eles, foi apreendido um recipiente com combustível. Criminosos também pularam o muro de um depósito da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) e incendiaram quatro carros que iriam a leilão. Os bombeiros conseguiram apagar as chamas. Na fuga, os bandidos trocaram tiros com os vigilantes do depósito.

De acordo com o G1, em Macaíba, na Grande Natal, um carro foi incendiado em uma estrada, mas a polícia ainda não sabe se o caso tem ligação com os recentes atentados. Em Lagoa Nova, no Seridó potiguar, o alvo foi a garagem da prefeitura. O fogo atingiu uma retroescavadeira e outro veículo. Em Pendências, um ônibus escolar estacionado no pátio da Secretaria de Educação foi incendiado.

A delegacia da cidade de Jardim do Seridó também foi alvo dos ataques. Os criminosos incendiaram veículos estacionados no pátio, mas o fogo também atingiu o prédio. Em Tenente Laurentino Cruz, bandidos tentaram incendiar a prefeitura.

O número de suspeitos presos e apreendidos envolvidos de alguma forma em atos de vandalismo subiu para 68. Nesta segunda-feira, cinco presidiários apontados pelo governo do Rio Grande do Norte como chefes da facção criminosa responsável pelos ataques foram transferidos para a penitenciária federal de Mossoró. Os presos transferidos foram identificados pelo setor de inteligência da polícia após terem celulares monitorados.

No domingo, o presidente interino Michel Temer autorizou o envio de tropas do Exército, a pedido do governador, Robinson Faria. Serão cedidos mil homens do Exército e mais 200 fuzileiros navais, segundo informações da Defesa.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação