Na última semana, a Receita Federal realizou duas apreensões relevantes em estabelecimentos postais paranaenses. Em Maringá, foram encontrados na última sexta-feira (12) cinco mil projéteis que seriam usados para a fabricação de munição para fuzil. Os projéteis estavam dividos em dez pacotes, que seriam destinados ao estado do Rio de Janeiro. Na mesma operação foram apreendidas cerca de 220 encomendas irregulares, contendo vinhos, eletrônicos e equipamentos de informática.

Já em uma fiscalização de rotina no Centro Integrado de Logística dos Correios, em Pinhais, com o auxílio do cão de faro da Receita Federal, foi localizado em um volume selecionado pelo raio-x para fiscalização invasiva da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) potes com balas de maconha, cigarros eletrônicos e um maço de cigarros com o entorpecente.

O monitoramento da Receita Federal busca impedir a entrada de produtos proibidos pela legislação brasileira, bem como a circulação de mercadorias que ingressaram sem o recolhimento de impostos em território nacional, criando uma concorrência desleal com os fabricantes nacionais.

(RF)