Publicidade

BANDEIRADA

Quebra da suspensão tira pódio de brasileiro no 46º Rali Dakar

19 de janeiro de 2024 às 08:58
Publicidade

O piloto brasileiro Lucas Moraes e o navegador espanhol Armand Monleón iam confirmando a condição de sensação da edição 2024 do Rali Dakar ontem, quando sofreram um contratempo inesperado: a quebra da suspensão do modelo Toyota GR DKR Hilux em um trecho tranquilo e no momento em que mantinham um ritmo moderado justamente para ascender à vice-liderança da prova. Recém formada pela equipe Toyota Gazoo Racing, a dupla faz uma estreia muito elogiada no icônico desafio internacional, tendo obtido a vitória na terceira especial e se mantido entre as três primeiras colocadas desde a sétima especial, disputada no domingo. A quebra de uma peça que tem um baixo índice de falhas surpreendeu o duo e sua equipe.

“Apendi uma lição hoje: o Dakar pode ser cruel”, disse, bastante emocionado, o piloto brasileiro, depois de chegar ao acampamento do Dakar, prova que se encerra nesta sexta-feira, na Arábia Saudita. A emoção se justifica: além da tensão natural do maior desafio do mundo, Moraes teve que superar um capotamento que quase o tirou da corrida e conviver com a notícia da hospitalização da filha de quatro anos, com quadro de meningite – já recuperada e de volta à casa da família.

“É muito difícil perder uma chance de pódio assim. Quebrou o braço superior da suspensão, que é o mais forte e nunca quebra. Eu estava num ritmo ameno, sem forçar… difícil de entender essa falha. Mas faz parte do jogo. Sinto muito pela equipe também. Fico bastante chateado, porque recebi tantas mensagens, tanta gente do Brasil torcendo. Uma pena… Agora é erguer a cabeça e nos preparar para terminar o Dakar da melhor forma, amanhã. Faremos o possível pra terminar bem”, completou Moraes, que é apoiado por Red Bull, Repsol, Strava, Oakley e Zapalla e cuja equipe tem patrocínio da marca brasileira de pneus SpeedMax.

A vitória na especial de ontem coube à dupla francesa Guerlain Chicherit/Alex Winocq (Toyota Hilux Overdrive), mas a liderança no acumulado dos 11 dias de prova é dos espanhóis Carlos Sainz e Carlos Sainz/Lucas Cruz (Audi RS Q e-tron E2). Lucas Moraes agora é o nono colocado. A especial que encerra o Dakar, nesta sexta-feira (19), terá 175km de percurso cronometrado.

Crédito: Divulgação

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE