Por Osires Junior Nadal

Não me recordo da última vez que tivemos dois times paranaenses na parte de cima da tabela de um Campeonato Brasileiro. Paraná Clube e Operário começam bem o certame e são líder e vice-líder, respectivamente.

Além das semelhanças nas origens ferroviárias dos dois times, o futebol também apresenta coincidências. Ambos mantiveram seus técnicos em momentos que podem ser considerados ruins. Allan Aal assumiu a batata quente paranista no ano passada ameaçado de cair para a Série C, e, neste ano, quase foi rebaixado no Campeonato Paranaense. Situação semelhante viveu Gerson Gusmão ano passado, quando o time vinha brigando pelo acesso e, de repente, despencou na tabela.

A manutenção de quase 70% do elenco de uma temporada para outra também parece ser um ingrediente desde o início de Série B, que mostra o entrosamento dos jogadores e o resultado dos ataques funcionando, com média de dois gols por jogo.

Que não seja só o começo. Tomara que tenhamos novos integrantes da Série A quando fevereiro chegar.

Contrato

A diretoria do Londrina informou que deve registrar, entre hoje e amanhã, o contrato de Adenilson no BID. Enquanto isso, a diretoria do FCC tenta resolver o imbróglio com Carlos Henrique. O jogador não quer trocar Série C por Série D, e parece não ter sido consultado antes do anúncio do negócio. A porta ainda não está fechada, mas já arranhou a fechadura.

Sem banho

A Liga Futsal começa neste sábado e ontem foi divulgado o protocolo que as equipes devem seguir. Entre os termos de prevenção ao novo coronavírus estão a proibição do uso dos chuveiros no ginásio. Ou seja, não tem banho pós-jogo. O protocolo aconselha, ainda, que as equipes não se hospedem nas cidades, fazendo o famoso bate-volta nas viagens. Novos tempos.

Barcelona

O Barcelona anunciou nesta quarta-feira a contratação do técnico Ronald Koeman. O holandês de 57 anos chega para substituir Quique Setién, demitido no último fim de semana depois da humilhante eliminação na Liga dos Campeões. Caberá ao novo técnico a reformulação do elenco catalão. O contrato vai até junho de 2022.

Isla

O lateral direito Mauricio Isla (foto) é a mais nova aquisição do Flamengo. Ele chega para substituir Rafinha, que foi para o futebol grego. O chileno foi aprovado nos exames médicos, finalizados numa clínica particular na Espanha e aguarda o contrato em sua redação final para assiná-lo por dois anos e meio, até o fim de 2022. Dirigentes rubro-negras estão com o jogador.