Prefeitura tenta elevar categoria do aeroporto

Para entrar em operação, o Município precisa concluir o novo pátio de aeronaves, mudar o farol, a central de coordenação de voos e a nova taxiway.

O prefeito Leonaldo Paranhos, o liquidante da Cettrans, Vander Piaia, e a gestora do aeroporto, Jocemara Lopes do Amarante, estiveram nesta quinta-feira (13) na sede do Cindacta II, em Curitiba, onde foram recebidos pelo comandante do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, coronel Kazuhiko, e a equipe técnica, que asseguraram apoio na agilização da liberação das certificações necessárias para a operação do Aeroporto Municipal Adalberto Mendes da Silva nas novas instalações, assim que for inaugurado o novo terminal de passageiros, com o novo pátio de aeronaves, última obra complementar do investimento superior a R$ 35 milhões que o aeroporto de Cascavel está recebendo. Também participaram do encontro o diretor de Operações da Phenix Aeroportos, Clairton Hammer, e o capitão Paulo Roberto, representante da MVS.

A anuência do Cindacta II é necessária para elevar a categoria do aeroporto na Anac, passando da atual 3C para a 4C, habilitando Cascavel a operar com aeronaves de maior envergadura, como Boeing 737-800. Atualmente, o aeroporto está recebendo voos com Boeing 737-700.

“Foi uma reunião produtiva. O que nos incomoda ainda são os processos morosos. Contudo, a equipe do Cindacta, sabendo da importância estratégica do nosso aeroporto e dos investimentos vultosos que estamos fazendo, disponibilizou-se a priorizar as certificações necessárias para mais esse salto que Cascavel está dando, sem entraves”, disse o prefeito Leonaldo Paranhos.

Ele lembra que esse trâmite no Cindacta faz parte de um longo processo para modernização do aeroporto de Cascavel, que começou ainda em janeiro de 2017, com autorizações e liberações em várias esferas, como na SAC e na Anac.

O terminal de passageiros do aeroporto de Cascavel está com 80% das obras concluídas. Para entrar em operação, o Município precisa concluir o novo pátio de aeronaves, mudar o farol, a central de coordenação de voos e a nova taxiway. “Todos esses projetos foram apresentados na reunião de hoje [ontem], os quais foram bem avaliados pela equipe técnica”, destaca Vander Piaia.

 

 



Fale com a Redação

seis + dezoito =