Pedro Abad terá de governar com oposição fortalecida no Fluminense

INFOCHPDPICT000062870437

brde2

O novo presidente do Fluminense, Pedro Abad, sabe que será cobrado por grandes contratações e títulos. Porém, o mandatário tricolor terá outro desafio no próximo triênio (2017/2018/2019): lidar com os vários movimentos políticos que compõem o Conselho Deliberativo desde a posse de terça-feira.

Fluminense – 22.12

Depois de seis anos, a Flu Sócio, corrente política que apoiou o antecessor Peter Siemsen nas duas gestões e abraçou o nome de Abad para a campanha presidencial deste ano, não terá ampla maioria no conselho. O grupo perdeu algumas cadeiras e terá apenas cerca de 60 conselheiros ? 150 novos foram eleitos no pleito do mês passado.

O menor número de cadeiras se deve ao acordo político com outras correntes para fortalecer a chapa de Abad, que, pouco antes das eleições, se uniu a Cacá Cardoso, agora vice-presidente geral. Assim, membros da Flu 2050, grupo de apoio a Cacá, também garantiram alguns assentos, e não significam apoio irrestrito.

Além destes, há a denominada Democracia Tricolor, que conta com sócios antigos do clube e conselheiros da chapa de Mário Bittencourt, que terminou em segundo lugar nas eleições. Ao contrário de Siemsen, que na reeleição obteve mais votos que a soma dos demais concorrentes, Abad não teve maioria absoluta. Assim, abriu espaço no conselho a 15 apoiadores do ex-vice-presidente de futebol.

DISCURDO CONCILIADOR

Num primeiro momento, no entanto, a oposição não será tão ferrenha. A votação dos vice-presidentes pode ser um exemplo da paz inicial. na última segunda-feira, todos os empossados tiveram aceitação quase total do Conselho Deliberativo, e os votos contra seguiram o padrão das últimas posses.

Porém, a relação vai depender de como o clube e, principalmente, o futebol serão geridos daqui para frente. Não à toa, o discurso de Abad, no salão nobre das Laranjeiras, e as primeiras entrevistas foram em tom de conciliação.

? Hoje, vendo a composição do nosso conselho e, principalmente, vendo a composição do nosso Conselho Diretor, fico extremamente feliz de ver a pluralidade que se instalou e é o que faz um clube crescer. A monotonia acostuma mal e faz com que se fique estagnado ? disse Abad durante o discurso de posse da presidência do Fluminense.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação