Páscoa deve movimentar até R$ 144 mi de vendas no Paraná

Se confirmada a projeção otimista, este será o terceiro ano seguido de crescimento real das vendas

Curitiba – De acordo com previsões da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), as vendas do varejo voltadas para a Páscoa deste ano deverão crescer 1,5% em relação ao ano passado em todo o País. Se confirmada a projeção otimista, este será o terceiro ano seguido de crescimento real das vendas, mesmo com um ritmo inferior ao do ano passado, que foi de 2%.

No Paraná, a Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) também projeta crescimento. Espera-se que as vendas relativas à Páscoa cresçam pelo segundo ano consecutivo. Ano passado, as vendas do Estado foram 3,42% maiores que as de 2017.

Supermercados e lojas de departamentos são os setores que devem receber o maior fluxo de consumidores. De acordo com a Pesquisa Conjuntural da Fecomércio PR, na Páscoa do ano passado, os supermercados tiveram elevação de 19,54% nas vendas e as lojas de departamentos, de 14,73%.

Já as lojas de vestuário e calçados cresceram em média de 15% no período anterior à Páscoa, o que demonstra que os paranaenses estão diversificando as opções de presentes nessa data.

A previsão é de que os estabelecimentos do ramo alimentício, os mais influenciados pelo aumento sazonal de vendas em datas comemorativas, faturem cerca de R$ 2,4 bilhões no País por conta da Semana Santa deste ano. No Paraná, a projeção pode chegar a R$ 144 milhões.

Chocolates caros

A pesquisa da CNC aponta que os chocolates, carro-chefe das vendas de Páscoa, estão em média 5,7% mais caros nos valores de venda para os consumidores neste ano.

 



Fale com a Redação

14 − 4 =