Mais 363.340 doses de vacinas contra o coronavírus foram distribuídas às 22 Regionais de Saúde do Paraná nessa sexta. A 13ª remessa recebida pelo Ministério da Saúde é composta por 138.090 doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan/Sinovac, e 225.250 doses da Covishield, produzida pela Universidade de Oxford/AstraZeneca/Fiocruz.

As doses da Coronavac são subdivididas em três grupos de primeiras doses e dois de segundas doses. As primeiras doses são destinadas a pessoas de 60 a 64 anos (12.120 doses, equivalente a 1,86% dessa população), trabalhadores das forças de segurança e salvamento e armadas (2.510 doses, correspondente a 6% dos profissionais no Estado) e trabalhadores de saúde (8.910 doses).

Já as doses de reforço devem completar a imunização de 6.320 trabalhadores da saúde e 108.230 pessoas de 65 a 69 anos.

As doses da Covishield são todas primeira dose. São 222.215 para pessoas de 65 a 69 anos, o que deve cobrir cerca de 46% desse grupo no Estado. Também foram incluídas 3.035 doses para pessoas de 60 a 64 anos, 0,49% dessa população.

 

Vacinação

Até essa sexta, 1.358.411 paranaenses haviam recebido pelo menos a primeira dose dos imunizantes. O número corresponde a 29,31% da população inserida nos grupos prioritários da vacinação, e a 13% da população paranaense.

Das primeiras doses já distribuídas, 94,6% foram aplicadas. Das segundas doses, a taxa de aplicação está em 41,2% (411.697) – uma vez que requerem intervalo de tempo entre as doses, sendo de 21 dias para a Coronavac e 12 semanas para a Covishield.

A expectativa da Secretaria Estadual da Saúde é de vacinar, até o fim de maio, todos os 4.635.123 paranaenses incluídos nos grupos prioritários.

 

Confira a quantidade de doses nesta remessa:

 

1ª RS – Paranaguá – 9.305 doses

2ª RS – Metropolitana – 108.795 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 17.480 doses

4ª RS – Irati – 4.870 doses

5ª RS – Guarapuava – 13.285 doses

6ª RS – União da Vitória – 5.335 doses

7ª RS – Pato Branco – 8.815 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 12.095 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 12.910 doses

10ª RS – Cascavel – 17.070 doses

11ª RS – Campo Mourão – 12.000 doses

12ª RS – Umuarama – 9.730 doses

13ª RS – Cianorte – 5.180 doses

14ª RS – Paranavaí – 9.275 doses

15ª RS – Maringá – 28.610 doses

16ª RS – Apucarana – 12.920 doses

17ª RS – Londrina – 33.685 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 8.615 doses

19ª RS – Jacarezinho – 10.030 doses

20ª RS – Toledo – 13.520 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 5.015 doses

22ª RS – Ivaiporã – 4.800 doses

 

TOTAL – 363.340 doses

 


Municípios retomam campanha neste sábado

Após uma semana sem aplicar a primeira dose devido à falta de vacinas, as prefeituras organizam as estruturas para retomar a vacinação contra a covid-19 neste sábado. Na região, a maioria aplica vacinas em idosos de 63 ou 64 anos, conforme o andamento individual. Cada prefeitura divulga seu próprio calendário. Cascavel vacina quem tem 64 anos ou mais neste sábado e convoca quem já fez 63 para tomar a primeira dose no domingo, ou na segunda-feira. Em Foz do Iguaçu, também estão sendo chamadas pessoas com 63 anos.

Já em Assis Chateaubriand, a vacinação neste sábado será no interior e, no domingo, na sede, para idosos de 64 e 65 anos, ou mais.

Paraná receberá mais 368.050 doses

O Paraná recebe neste fim de semana mais 368.050 doses de vacinas covid-19 do Ministério da Saúde. Serão entregues 142,8 mil doses da Coronavac e 225.250 da AstraZeneca.

Com esse novo lote, o Ministério da Saúde alcança 53,9 milhões de doses de vacinas distribuídas em todo o Brasil desde o início da campanha, em 18 de janeiro.

MPF dá 10 dias para governadores explicarem lentidão na vacinação

Curitiba – Todos os 27 governadores receberam ofícios do MPF (Ministério Público Federal) cobrando esclarecimentos sobre o ritmo de vacinação contra a covid-19. O prazo para resposta é de dez dias.

Os documentos foram encaminhados pelo Giac (Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19) na quinta-feira (15), com a chancela do procurador-geral da República, Augusto Aras.

A força-tarefa identificou discrepância no número de doses distribuídas pelo Ministério da Saúde e o total de vacinas efetivamente aplicadas.

Um levantamento do Giac, feito a partir do vacinômetro da plataforma LocalizaSus, aponta que, enquanto o governo federal contabiliza 48.088.916 doses dos imunizantes produzidos pelo Instituto Butantã e pela Fundação Oswaldo Cruz enviadas aos estados e ao Distrito Federal, apenas 32.160.509 vacinas foram aplicadas.