O Paraná lançou a segunda edição do Paraná Rosa, campanha promovida dentro do Outubro Rosa para fortalecer iniciativas de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama e de colo de útero, além da saúde da mulher em geral.

Durante o mês, dentre as atividades já promovidas pela Secretaria da Saúde, está o apoio aos municípios para o rastreamento de câncer de mama e colo de útero, a vacinação contra o HPV, além da elaboração de Nota Técnica 12/2020, que reforça as medidas de prevenção e contágio da covid-19 e segurança dos usuários com relação à coleta do exame citopatológico do colo do útero e mamografias.

O Inca (Instituto Nacional do Câncer) estima que, em 2020, o Brasil registre 66.280 novos casos de câncer de mama. No Paraná, esse número pode chegar a 3.470.

No ano passado, 993 mulheres morreram devido ao câncer de mama no Estado. Além disso, segundo dados de 2018, o câncer de mama é a primeira causa de mortalidade prematura em mulheres entre 30 e 69 anos.

Já para o câncer do colo do útero, a estimativa nacional é de 16.590 casos e, no Paraná, de 990 novos casos. O número de óbitos em 2019 foi de 336 mulheres.

Até o mês de junho deste ano, o Estado havia feito 92.642 mamografias e 181.674 exames citopatológicos do colo do útero. Para oferecer os testes gratuitamente, o Paraná conta com 184 mamógrafos no SUS (Sistema Único de Saúde) distribuído nas 22 regionais de Saúde.

Após o início da covid-19, houve diminuição em 56% na realização de mamografias e de 59% nos exames citopatológicos do colo do útero no Estado.

A secretaria salienta que nas situações de sintomas suspeitos de câncer ou resultados anteriores alterados, a orientação é fazer os exames.

 

Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997, nos Estados Unidos, e foi instituído no Paraná por meio da Lei 16.935/2011.

O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas em relação à prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce e o tratamento imediato, evitando mortes pela doença.

 

Autoexame

Além da mamografia, o autoexame das mamas também é um aliado importante na luta contra o câncer. O autoexame permite a identificação de nódulos, caroços e outras alterações na região das mamas (inclusive na axila), que podem ser sinal de câncer. A indicação é que seja feito ao menos uma vez por mês, na frente de um espelho.

 

Saúde em dia

Segundo o Inca, uma ingestão rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas açucaradas, podem prevenir novos casos de câncer.