Operação Uaguaru: Projeto Rondon será realizado no oeste

O Projeto Rondon já esteve em alguns municípios do Paraná em 2006 pela Operação Vale do Ribeira e retornou a esses municípios em 2008 e 2009 para uma atividade avaliação de resultados.

Cascavel – O Projeto Rondon realiza de 16 de janeiro a 2 de fevereiro a Operação Yaguaru. Na ocasião, 250 rondonistas, entre professores e estudantes universitários de 16 instituições de ensino superior públicas e privadas do Paraná, ministrarão ações de extensão que visam contribuir para o desenvolvimento sustentável das comunidades e também com o fortalecimento da cidadania do universitário.

O Projeto Rondon contará ainda com parceria do governo estadual, da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada e do 33º Batalhão de Infantaria Mecanizada, o qual proporcionará o suporte logístico e a segurança necessários às atividades.

A Operação Yaguaru contemplará 12 municípios do Paraná e pretende impactar os líderes comunitários, os agentes multiplicadores, os difusores e os replicadores, os professores, os agentes de saúde, os servidores públicos e a comunidade em geral, capacitando-os nas seguintes áreas de conhecimento: saúde, educação, direitos humanos e justiça, cultura, trabalho, meio ambiente, tecnologia e produção e comunicação social.

O Projeto Rondon já esteve em alguns municípios do Paraná em 2006 pela Operação Vale do Ribeira e retornou a esses municípios em 2008 e 2009 para uma atividade avaliação de resultados.

Cidadania

Em julho de 1967 foi realizada a Operação Piloto ou Operação Zero. A iniciativa contou com a participação de 30 alunos e dois professores universitários da Universidade do Estado da Guanabara, hoje Universidade do Estado do Rio de Janeiro, da Universidade Federal Fluminense e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Durante 28 dias, os rondonistas realizaram trabalhos de levantamento, pesquisa e assistência médica no Território de Rondônia.

Em 1989, o Projeto Rondon teve suas atividades encerradas. O retorno ocorreu, em janeiro de 2005, em Tabatinga, no Amazonas.

O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa em parceria com as instituições de ensino superior, soma esforços com os governos estadual, municipal e as lideranças comunitárias, a fim de contribuir com o desenvolvimento local sustentável e na construção e promoção da cidadania dos jovens universitários.

Desde o relançamento, em 2005, o Projeto Rondon realizou 84 operações, em 1.237 municípios de 24 unidades da federação, com 2.355 participações de Instituições de ensino superior públicas e privadas de todas as regiões do país e 23.401 rondonistas (universitários e professores), alcançando cerca de 2 milhões de pessoas.



Fale com a Redação

4 × 4 =