Novos casos de dengue são registrados em Maripá

Somente este ano, 13 casos foram registrados, sendo um deles confirmado

O ano mal começou e uma das grandes preocupações que manteve Maripá em alerta de epidemia no ano passado continua: a dengue. Segundo dados do setor de vigilância epidemiológica da Secretaria de Saúde, somente este ano já são 13 casos notificados, um confirmado e 12 no aguardo dos exames. Dados preliminares do setor apontam que o índice de infestação predial para o primeiro ciclo já chega a 4,5%, o que significa que há risco de surto de dengue visto que o preconizado pelo Ministério da Saúde é de, no máximo, 1%.

A secretária de Saúde, Andréia Bento Maria Scudeller, destaca que os casos registrados são apenas uma amostragem, pois podem existir muitos outros de pessoas que não procuram os serviços de saúde pública do município. “Realizamos um Arrastão da Dengue em dezembro e estamos analisando a possibilidade de um novo arrastão no próximo mês. Ainda assim, os casos continuam aumentando e precisamos da colaboração da comunidade para evitar que a situação piore, levando em conta que é de responsabilidade dos moradores vistoriarem suas residências para eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti”, ressalta.

A Secretaria de Saúde segue com as ações de orientação e dá algumas dicas para evitar
criadouros do mosquito:

– Recomenda-se vistoriar e limpar o quintal e a residência frequentemente, ao menos uma vez por semana, principalmente após as chuvas.
– Deve-se prestar atenção em calhas, lajes, coletores de água da geladeira e de
aparelhos de ar condicionado, pratos de plantas, árvores, incluindo galhos e raízes,bananeiras e outras plantas, piscinas, potes de bebedouros de animais, ralos, vasossanitários e caixas d’água, deixando-os sempre limpos.
– O lixo doméstico deve ser eliminado diariamente, devendo ser abrigado em local coberto até o dia da coleta.
– Os proprietários de terrenos baldios ou terrenos da área urbana que estão sendo utilizados para plantio devem fazer a capina mecânica com frequência para eliminar o mato e ervas daninhas, além de fazer a recolha de lixo que eventualmente está espalhado no terreno.

Denúncias

A Secretaria de Saúde tem registrado casos de pessoas que têm jogado lixo na casa de vizinhos e em terrenos baldios. Neste caso, quando possível a identificação do infrator, este será notificado e estará sujeito às penalidades previstas em lei.
Denúncias podem ser feitas no Setor de Vigilância em Saúde ou pelos contatos (44) 3687-1133 ou (44) 3687-1572, no ramal 2312. Em caso de dúvidas, a população deve procurar a Secretaria Municipal de Saúde.

 



Fale com a Redação

três × 5 =