AUTOMÓVEIS

Novo McLaren Artura GT4 será lançado no Festival de Goodwood

24 de junho de 2022 às 08:02
Publicidade

 

 

A McLaren Motorsport lançou seu novo carro de corrida, o Artura GT4, que fará sua estreia pública global no Festival de Velocidade de Goodwood, em Sussex, Inglaterra. O evento começou ontem e vai até domingo. Baseado no novo supercarro de luxo McLaren Artura, o Artura GT4 terá a missão de ser tão bem sucedido quanto os modelos de competição 570S GT4 e 720S GT3, vencedores de várias corridas e campeonatos.

O novo Artura GT4 compartilha grande parte de sua tecnologia com o novo carro de rua McLaren Artura, que estreia a McLaren Carbon Lightweight Architecture (arquitetura leve de carbono) com um monocoque de fibra de carbono em seu núcleo. Este projeto e construção de chassi inspirado no automobilismo de competição é a plataforma ideal para um carro de corrida, uma vez que uma estrutura rígida permite uma configuração mais ampla para o piloto, além de proporcionar um ambiente de condução forte e extremamente seguro.

A minimização do peso é um elemento-chave do Artura de rua, e esta filosofia continua no carro de corrida. Com um motor V6 compacto e acessórios como o sistema de escape com peso reduzido, o novo Artura GT4 é mais de 100 kg mais leve que o 570S GT4.

O Artura de rua tem motorização híbrida com motor V6 (120 graus) biturbo compacto totalmente novo, aliado a um motor elétrico de fluxo axial localizado na transmissão. No Artura GT4, o motor V6 sozinho gera potência mais do que suficiente para atender aos requisitos rigidamente controlados da classe GT4, cujos regulamentos não permitem trens de força híbridos. A falta de componentes híbridos proporciona uma economia de peso de 130 kg em um carro já extremamente leve. No carro de corrida, o espaço existente dentro do monocoque de carbono (destinado à bateria híbrida do carro de rua) abriga a célula de combustível e o sistema de acionamento auxiliar, mantendo a concentração de peso na parte central.

O novo motor V6 possui turbocompressores duplos de resposta rápida situados dentro do “V” do motor. A unidade foi projetada para, mesmo sem eletrificação, oferecer melhores resposta do acelerador e economia de combustível em comparação com o antigo M838 V8 usado no 570S GT4. Consideravelmente mais leve e menor do que o antigo V8, o novo motor V6 melhora ainda mais a relação peso-potência, reduz o centro de gravidade do carro e beneficia a distribuição de peso. O motor V6 é controlado por uma ECU Bosch Motorsport para ajustar o gerenciamento do BoP (sigla em em inglês para Balanço de Performance) essencial para competir na categoria GT4. O Artura GT4 também possui um chicote elétrico modular para automobilismo para maior facilidade de manutenção, reduzindo os tempos e custos de reparo. Isso interage com um sistema elétrico de corrida para maior versatilidade, com o benefício de sistemas de controle mais robustos e variáveis.

A potência é entregue por meio de uma caixa de sete velocidades com um conjunto aprimorado de relações aprimoradas para maior desempenho. O sistema de transmissão possui software de diagnóstico integrado. Trata-se de uma unidade diferente da utilizada no Artura de rua, já que o regulamento GT4 exige que o carro tenha marcha à ré. No modelo de rua, a caixa de câmbio sem costura de oito marchas não tem ré: esta é feita por meio da reversão do motor elétrico.

Os espectadores do Festival de Velocidade de Goodwood poderão ver o Artura em ação na subida da colina antes de sua estreia competitiva. Ao volante estará o piloto de fábrica da McLaren, Rob Bell, vencedor do Timed Shootout Final de 2021 com o McLaren 720S GT3X.

 

 

Crédito: Divulgação

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE