COTIDIANO

Mutirão 50+ do Estado encaminha 510 pessoas para o mercado de trabalho

27 de maio de 2022 às 09:35
Publicidade

A Agência do Trabalhador de Curitiba realizou nesta quinta-feira (26) uma ação voltada ao direcionamento de pessoas com 50 anos ou mais para vagas de emprego. Com mais de 960 vagas ofertadas por 15 empresas, o primeiro mutirão da Empregabilidade 50+ em 2022 resultou em 1.713 atendimentos e 510 pessoas pré-aprovadas. Agora, eles vão passar por outras etapas até a contratação, como entrega de documentação e exame médico admissional.

As principais vagas ofertadas neste mutirão foram para as áreas de telemarketing, operador de caixa, repositor, açougueiro, balconista, padeiro, empacotador, fiscal de loja, manobrista, zelador, pedreiro, eletrotécnico, eletricista industrial, mecânico diesel, auxiliar de cozinha, secretária, vendedor interno e auxiliar operacional.

Este foi o quarto mutirão de maio na Agência de Curitiba, e as ações fizeram parte da celebração do Mês do Trabalhador. Os eventos temáticos fazem parte das iniciativas desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, para agilizar o encaminhamento de trabalhadores a vagas de emprego. A estratégia é fazer busca ativa de captação de vagas nas empresas.

“Essa ação foi um sucesso, e esperamos que os pré-selecionados consigam ter suas contratações efetivadas”, celebrou o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Rogério Carboni. “O governador Carlos Massa Ratinho Junior tem uma atenção especial com a questão da geração de emprego e renda, e temos trabalhado constantemente para que cada vez mais paranaenses possam ter um trabalho digno e uma fonte de renda para suas famílias”.

“O Paraná está entre os cinco estados com menor taxa de desemprego e entre os que mais empregam com carteira assinada. Isso é reflexo da atuação das nossas Agências do Trabalhador. Só no ano passado foram mais de 110 mil trabalhadores colocados no mercado de trabalho pela rede Sine (Sistema Nacional de Emprego)”, disse Suelen Glinski, chefe do Departamento de Trabalho da Sejuf.

De acordo com Rafael Santos, gerente da Agência do Trabalhador de Curitiba, os mutirões temáticos têm sido uma ferramenta importante para priorizar faixas da população que encontram dificuldades para conseguir colocação no mercado de trabalho. “Os resultados têm sido positivos nessas ações de intermediação de mão de obra devido ao nosso diálogo constante com as empresas. Outro diferencial do Paraná são os programas gratuitos de qualificação profissional”, afirmou.

AEN

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE