Cascavel – O avanço da nova variante do coronavírus, a chamada cepa P.1, causou grande estrago no Paraná. As autoridades alertaram para seu efeito devastador e que estávamos diante de uma “nova epidemia”. É que mudou o perfil da “vítima” e muitos jovens foram parar na UTI. Boa parte deles não sobreviveu.

Em pouco mais de três meses, a covid-19 já matou mais que nos nove meses de pandemia de 2020. Dados atualizados até a última quinta-feira (8) mostram que, no ano passado, 9.045 paranaenses morreram em decorrência de complicações da covid-19, sendo 3.776 mulheres e 5.268 homens. Neste ano, foram 9.448 (até quinta) – 4.053 mulheres e 5.395 homens. Nessa sexta, foram informados mais 317 óbitos que não constam nesse levantamento (leia mais nesta página).

A reportagem é baseada no banco de dados da Secretaria de Saúde do Paraná, no qual é possível tabular as informações por data do óbito, de internamento e da confirmação do diagnóstico, por gênero, idade e ainda por cidade de residência e de falecimento.

Separamos os registros de 2020 e de 2021, por data de ocorrência. Para se ter uma ideia da precisão do relatório, no último boletim divulgado ano passado, o Estado computava 7.912 óbitos. Outras 1.133 que estavam em investigação foram confirmadas depois e constam nesse levantamento.

Além da severidade da variante P.1, o relatório mostra a diferença do perfil das vítimas. Em 2020, três de cada quatro óbitos (76,5%) eram de pessoas com mais de 60 anos de idade, sendo 52% com mais de 70 anos. Neste ano, a proporção caiu para 71,3% de vítimas acima de 60 anos, sendo 28,7% abaixo dessa idade. A faixa que mais cresceu foi a de 30 a 39 anos (46%), mas a que mais morreu foi a de 50 a 59, com 269 a mais, num total de 1.464 nesses pouco mais de três meses.

Em contrapartida, a faixa dos 80 aos 89 anos caiu 17% e a de quem tem mais de 90 anos, caiu 27,3%.

Dos 9.447 óbitos registrados neste ano, 2.709 tinham menos de 59 anos, contra 2.121 que perderam a vida em 2020. Já no público maior de 60 anos, houve queda de 2,7%: de 6.924 em 2020, para 6.738 neste ano.

Outro dado interessante. No ano passado, o Paraná perdeu 21 pessoas centenárias, o mais velho tendo 113 anos. Neste ano, foram 17, e o mais velho tinha vivido 120 primaveras.

Boletim registra mais 317 óbitos

A Secretaria de Estado da Saúde informou nessa sexta-feira (9) mais 3.904 casos de covid-19 e 317 mortes pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Paraná soma 872.467 casos e 18.686 mortes pela da doença.

Os casos são de abril (2.847), março (883), fevereiro (58) e janeiro (74) de 2021 e o restante de 2020.

O Estado atingiu nessa sexta novo recorde de internamentos, com 2.281 pacientes em UTI SUS, mas o total caiu para 5.092 (chegou a 5.754 em 30 de março).

Sobre os óbitos confirmados nessa sexta, tratam-se de 123 mulheres e 194 homens, de 24 a 94 anos. As mortes aconteceram de 8 de junho de 2020 a 9 de abril de 2021.

Já o Ministério da Saúde informou na noite dessa sexta que o Brasil registrou mais 3.693 mortes causadas pela covid-19. Desde o começo da pandemia, 348.718 pessoas morreram em decorrência de complicações da covid-19 no País.

Pelos dados do ministério, foram confirmados 93.317 casos, totalizando 13.373.174 infectados desde o início da pandemia, em março do ano passado.