Mercedes-Benz e Sindicato fecham acordo para evitar demissões no ABC

2015_823237439-2015060818040.jpg_20150608.jpgSÃO PAULO – A Mercedes-Benz do Brasil e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC fecharam acordo nesta quarta-feira que suspende a demissão de cerca de 2.000 trabalhadores da fábrica da montadora em São Bernardo do Campo. Para reduzir o excedente de trabalhadores na unidade, foi acordado que a empresa abrirá um novo Programa de Demissões Voluntárias (PDV), com meta de adesão de 1.400 trabalhadores. METALÚRGICOS

Unimed

Como atrativo, mais atrativo, que tem como principal vantagem o valor fixo de R$ 100 mil, independentemente do tempo de casa e da idade do trabalhador.

Em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (24) os trabalhadores na Mercedes-Benz, em São Bernardo, aprovaram a proposta negociada entre o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a empresa.

O acordo preve ainda que, atingido as 1.400 adesões ao PDV, segundo o sindicato, a empresa comprometeu-se a “gerenciar o restante do excedente utilizando mecanismos como o layoff e fica garantida a estabilidade até dezembro de 2017.

Segundo a Mercedes, a adesão de 1.400 mil trabalhadores, segundo a empresa, permitira “combater a ociosidade e, assim, manter as suas operações enquanto não ocorre a recuperação do mercado brasileiro”. A empresa diz ainda ter acumulado um excedente de mais de 2.500 pessoas na unidade.

— Durante todo o processo, a empresa argumentou a necessidade de acabar com o excedente de 2.670 metalúrgicos. A negociação não avançava, pois eles não aceitavam rever as demissões. Depois das mobilizações, conseguimos conversar. Insistimos que a proposta só seria viável se a empresa investisse num PDV realista, que levasse em conta o perfil dos companheiros que estão na fábrica. Hoje, na Mercedes, 60% dos metalúrgicos têm até 12 anos de casa e os PDVs anteriores só eram interessantes para quem tinha mais tempo de trabalho?, explicou o vice-presidente do Sindicato e trabalhador na Mercedes Aroaldo Oliveira da Silva.

A fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo tem atualmente cerca de 9 mil trabalhadores. Os metalúrgicos encontram-se em licença remunerada desde o dia 5 de agosto.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação