ESPORTES

Mais de 500 atletas participam da abertura do Paranaense de Motocross em Cascavel

25 de abril de 2021 às 14:43
Publicidade

Cascavel – A pista de motocross de Cascavel, localizada no autódromo Zilmar Beux, é palco durante todo o dia de hoje (25) das provas que abrem o campeonato Paranaense de Motocross. Cerca de 500 atletas de todo o Brasil e mais países vizinhos, como Argentina e Equador, participaram das competições, que marcam a retomada da modalidade no Brasil, desde o início da pandemia.

“O momento é de muita responsabilidade. Este evento é importante para atingir seu objetivo que é a velocidade e trazer as categorias. É também uma demonstração para o Paraná e para o Brasil de como fazer um evento em um momento como este, de total responsabilidade, evidentemente sem o púbico, porque não é possível fazer isso, mas trazer aqui pilotos de todos os cantos do país. Esta prova é sinal para o Brasil de que Cascavel sai na frente, realiza um  evento dentro dos protocolos exigidos sem deixar de pensar na economia, pois um evento como este, aquece o setor de hotelaria, gastronomia e prospera empregos e renda para pessoas envolvidas.”, disse o prefeito Leonaldo Paranhos, que participou da abertura da prova.

Segundo o prefeito, Cascavel está trabalhando na possibilidade de trazer para cá uma prova do campeonato brasileiro. “Tivemos uma reunião nesta semana para tratar deste assunto e vamos assinar uma carta em conjunto com a Prefeitura de Cascavel e o Governo do Estado pedindo que seja realizado em Cascavel o Campeonato Brasileiro da categoria, para que possamos mostrar a pista para todas as pessoas deste segmento. Cascavel tem condições estruturais, conhecimento e uma ótima pista para trazer um brasileiro para cá”, afirmou.

Para o presidente da Federação Paranaense de Motociclismo, Gilberto Rosa, este evento em Cascavel reuniu os melhores pilotos em todas as categorias e para estes atletas a pista de motocross atende todas as expectativas.  “Aqui nós temos uma pista perfeita para a prática do motocross. Pista larga, com condições técnicas e isso atrai os atletas de vários estados e dos países vizinhos também”, observou.

A prova realizada em Cascavel abriu o calendário estadual e nacional, com a primeira prova oficial, cumprindo todas as exigências sanitárias de combate ao coronavírus, como uso de máscara, álcool em gel, distanciamento entre os boxes e limitação de membros das equipes e familiares de atletas no evento.

O gerente de Esportes da Secretaria Municipal de Cultura e Esportes, Pedro Litron, destacou a importância da prova que contou com um grande número de pilotos. “Bem organizada, onde a Secesp e Prefeitura se uniram para trazer o evento”, disse.

Eduardo Sassaki, o “Japonês Voador”, ex- atleta da modalidade, agora representando a Secretaria de Esportes do Estado, veio prestigiar o evento e destacou a qualidade da pista e da estrutura existente em Cascavel para sediar eventos como este. “Esta pista está dentro do nível oficial, pois foi construída dentro das normas técnicas e de segurança exigidas para a prática da modalidade. Esta etapa hoje é como se fosse a etapa de um brasileiro. ”Ele destacou que a prova é importante não apenas para o esporte, mas para toda a comunidade de Cascavel e região Oeste, pois promove o esporte e fomenta a economia local”, reforça.

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE