São Paulo – O calendário do futebol brasileiro começa logo nos primeiros dias de janeiro. Trata-se da tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior, com 128 clubes participantes de todos os Estados, e mais de três mil jogadores buscando um sonho no mundo da bola.

Após ser cancelada em 2021 por causa da pandemia de Covid-19, a Copinha volta em 2022 com a corda toda e respeitando todos os protocolos de saúde.

A Copinha, como é carinhosamente conhecida por ter garotos de até 20 anos em ação, será realizada em 32 sedes espalhadas entre o interior de São Paulo, Grande São Paulo, Grande ABC e Capital. Começa no dia 2 e vai até 25 de janeiro, data do aniversário da cidade de São Paulo.

Na primeira fase, os times se enfrentam dentro de cada um dos 32 grupos, com quatro equipes cada, em um total de três partidas para cada um dos 128 participantes. Classificam-se para a segunda fase os dois primeiros colocados de cada chave, em total de 64 times. A partir daí a competição vira mata-mata até a grande final.

 

Foto: Alexandre Battibugli/FPF

 

+++Leia mais: +++

 

Cruzeiro e Atlético terão novos treinadores em 2022

Minas Gerais – O mercado da bola segue a todo vapor com a famosa “dança das cadeiras”, entre jogadores e treinadores. Em Minas Gerais, os principais times do estado, Cruzeiro e Atlético Mineiro, estarão com novos técnicos para a temporada 2022.

Na manhã de ontem (28) o Atlético confirmou a saída de Cuca, que alegou questões familiares como justificativa para sair do cargo, depois de conquistar a tríplice coroa (Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Brasileirão). O treinador disse em reunião com a diretoria que não deverá trabalhar em nenhum outro clube em 2022. Assim, o Galo está de olho em Jorge Jesus, que teve o contrato rescindido com o Benfica.

Já pelo lado da Toca da Raposa, o Cruzeiro anunciou a saída do técnico Vanderlei Luxemburgo. A diretoria informou que o clube está passando por “adequações orçamentárias”. No comunicado divulgado, o Cruzeiro ressaltou que a auditoria que vem sendo feita pela equipe de Ronaldo, no intuito de cortar gastos com o futebol.

 

Seleção busca título da Copa América de Futsal em janeiro

São Paulo – A Seleção Brasileira de Futsal, 3ª colocada na Copa do Mundo em 2021, realizou um período de treinamentos durante este mês, em Sorocaba (interior paulista), sob o comando do técnico Marquinhos Xavier. O time está se preparando para a disputa da Copa América 2022.

O Brasil conheceu nesta semana que serão os adversários na fase de grupos: Uruguai, Colômbia, Equador e Chile. Na outra chave estão Argentina, Paraguai, Venezuela, Bolívia e Peru.

Duas vezes eleito o melhor jogador de futsal do mundo (2019 e 2020), o artilheiro Ferrão espera “dar o troco” na Argentina, que eliminou o Brasil na semifinal da Copa do Mundo. “Ficou aquele saborzinho contra a Argentina. Temos a oportunidade agora. Não sabemos se vamos cruzar com eles, mas temos a possibilidade de ganhar a Copa América”.

O torneio será realizado na cidade do Rio de Janeiro-RJ, de 29 de janeiro a 6 de fevereiro.

 

Bronze em Tóquio, Alison dos Santos foca no Mundial de Oregon em 2022

 

São Paulo – Alison Brendom Alves dos Santos, atleta do Pinheiros-SP, foi destaque em 2021 pela conquista da medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio, numa das provas mais incríveis da história nos 400 m com barreiras, e passou a ser admirado pelo público também pelo seu grande carisma. Já desenhou com o técnico Felipe de Siqueira o ano de 2022 que terá como foco principal o Mundial de Oregon, ao ar livre, de 15 a 24 de julho, em Eugene, nos Estados Unidos.

Alison não competirá na temporada indoor, em pista coberta, nos primeiros meses do ano no hemisfério Norte. O barreirista segue preparação no Brasil, em São Paulo, no início do ano, mas planeja seguir os treinamentos nos Estados Unidos e fazer algumas competições preparatórias na Europa para o Mundial.

A médio prazo, além do Mundial do Oregon, as grandes competições que estão no radar são também os Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023 e a Olimpíada de Paris-2024.

Disputa por vagas na primeira divisão do vôlei nacional começa em janeiro

Rio – Dez equipes masculinas, dez equipes femininas e um sonho: garantir vaga na primeira divisão do vôlei nacional. A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou os participantes da edição 2022 da Superliga B, e divulgou as tabelas das competições masculina e feminina. Os campeões e os vices garantem vaga na Superliga 22/23.

Na Superliga B, as equipes jogam entre si em turno único, e as quatro melhores passam para as semifinais, realizadas em melhor de três jogos. A decisão é em jogo único.

A nona edição da disputa feminina começa no dia 21 de janeiro, e conta com a participação de Energis 8/São Caetano (SP), Bluvôlei/Furb/SME (SC), Sesc Flamengo (RJ), Minas Náutico (MG), Bradesco Esportes (SP), FEAC/RB Sports/Franca (SP), Abel/Moda/Brusque (SC), Sada/Tambasa/Argos (MG), AGEE Atacadão São Carlos (SP) e Sesi-SP.

JF Vôlei (MG), Smel/Aspma/Berneck (PR), Vila Nova F.C./AEGB (GO), Vôlei Futuro/Araçatuba (SP), Niterói Vôlei (RJ), Aprov Chapecó (SC), Instituto Cuca (CE), Suzano Vôlei (SP), Uberlândia Vôlei/Praia Clube/Sada (MG) e Minas Náutico (MG) estão na briga pela taça da 11ª edição da competição masculina, a partir de 22 de janeiro.