Maior chuva em 37 anos leva caos a São Paulo; milhares são afetados

O temporal ultrapassou o recorde do nível de água do Rio Pinheiros, marcando 719,6mm, o maior valor já registrado desde 2005, quando o rio chegou a 718,9mm.

São Paulo – Um forte temporal atingiu a capital na madrugada de segunda-feira elevando o volume de chuva dos dez primeiros dias de fevereiro a 208 milímetros, o equivalente a 96% da previsão para todo o mês. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), essa é a pior chuva de São Paulo para um mês de fevereiro desde 1983.

Foram registrados 132 pontos de alagamentos na Grande São Paulo no início do dia, 66 deles intransitáveis, de acordo com o CGE(Centro de Gerenciamento de Emergências Climática) da Prefeitura de São Paulo. Segundo os Bombeiros, mais de 7,6 mil atendimentos foram prestados.

O temporal ultrapassou o recorde do nível de água do Rio Pinheiros, marcando 719,6mm, o maior valor já registrado desde 2005, quando o rio chegou a 718,9mm.

Os alagamentos comprometeram o transporte de carros, ônibus e trens.

As vendas do comércio varejista da Região Metropolitana de São Paulo devem sofrer até R$ 110 milhões de prejuízo por causa das fortes chuvas que atingem a capital, Osasco, Guarulhos e as cidades do ABCD paulista, segundo estimativa da Fecomércio SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

O valor equivale a 0,40% do faturamento projetado para o comércio da região em fevereiro.



Fale com a Redação

12 + dezessete =