Curitiba – Com o segundo pior número de mortes desde o início da pandemia da covid-19 no Paraná, maio mostrou que os números da doença ainda estão longe de estarem controlados. Se comparados com a média de óbitos causados pelo novo coronavírus desde a chegada da doença no Estado, o mês que se encerrou registrou aumento de 166% no número de falecimentos – atingindo a marca de 4.577 mortes – frente a uma média de 1.714.

Os números de maio só ficam abaixo dos registros de março deste ano, o pior mês da pandemia no Estado, auge da segunda onda da doença que lotou UTIs de hospitais em todo o território nacional. Na comparação com março, maio tem queda de 21% no número de óbitos. Em números absolutos, maio registrou 4.577 óbitos causados pelo novo coronavírus, enquanto março foram 5.851 óbitos.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil (https://transparencia.registrocivil.org.br/inicio), base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Arpen-Brasil (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais), e podem ainda sofrer mudanças, uma vez que o prazo legal para envio de óbitos à plataforma nacional pode chegar a até 12 dias do falecimento.