O HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná), em Cascavel, comemorou o Dia Mundial de Higiene das Mãos, 5 de maio, definido pela OMS (Organização Mundial de saúde) e apoiado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), com várias ações por toda a instituição. O tema da campanha de 2018 é “Está em suas mãos prevenir a sepse na assistência à saúde”.

Em todo o hospital foram distribuídas plaquinhas de lembrete e nos setores de maior circulação existe uma decoração especial alusiva à data.

A ideia é garantir que o maior número de pessoas seja alcançado com as ações e tenham ciência que o simples ato de lavar as mãos de forma correta pode salvar vidas. A infecção hospitalar ainda é considerada um dos problemas mais frequentes nos ambientes hospitalares.

A enfermeira da CCIH (Comissão de Controle de Infecção e Epidemiologia Hospitalar) do Huop, Maria Richetti, ressalta que “a higienização de mãos é uma medida primária e muito importante no controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde [Iras]”. Além disso, é forma mais econômica e eficaz na prevenção da infecção.

“Para tentar minimizar o contágio de doenças dentro do hospital, contamos também com as técnicas de lavagem das mãos com água e sabão e higienização com solução alcoólica”. Ela conta que o Hospital Universitário de Cascavel dispõe de suportes de álcool gel em todos os setores para facilitar ainda mais os cuidados.

A enfermeira diz ainda que toda a comunidade hospitalar deve ser conscientizada sobre a importância da campanha: “Vamos trabalhar em cima disso não apenas no mês de maio. Essa é uma campanha permanente no hospital”, reforça.

Cinco momentos para higienização das mãos

1- Antes de contato com o paciente

2- Antes da realização de procedimento asséptico

3- Após risco de exposição a fluidos corporais

4- Após contato com paciente

5- Após contato com as áreas próximas ao paciente