Foz do Iguaçu – Diretores brasileiros e paraguaios da Itaipu Binacional celebraram, nessa quinta-feira (15), com colaboradores de ambas as margens, a nova marca mundial atingida pela usina na semana anterior: 2,8 bilhões de megawatts-hora de produção acumulada desde o início da geração de energia, em 1984. O feito reforça a posição de Itaipu como a usina que mais produziu eletricidade na história.

A cerimônia foi realizada no hall do Edifício da Produção, localizado no ponto central da barragem, com um grupo pequeno de colaboradores, respeitando os protocolos de enfrentamento da pandemia de covid-19. A solenidade foi transmitida pela internet para os demais empregados da empresa.

O diretor-geral brasileiro, general João Francisco Ferreira, enalteceu a participação dos milhares de trabalhadores brasileiros e paraguaios que, desde o início da construção, contribuíram para o atingimento dessa marca.

Os 2,8 bilhões de MWh correspondem a energia suficiente para abastecer o mundo por 45 dias.