Maripá – A Secretaria de Saúde de Maripá, por meio do Ciscopar (Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná), investiu mais de R$ 352 mil em saúde pública especializada de janeiro a agosto deste ano. Os serviços envolvem consultas médicas, exames, hospedagem em pensão, passagens de ônibus, bolsas para estomia, óculos e serviços odontológicos, além de outros procedimentos para os usuários atendidos nas unidades básicas e no Pronto-Atendimento 24 horas.

Entretanto, a secretaria vem registrando alto número de absenteísmo, ou seja, pessoas que faltaram em consultas e exames agendados pelo SUS (Sistema Único de Saúde). De janeiro a julho deste ano, foram 813 faltas em consultas e exames especializados.

Para conscientizar a população sobre o uso responsável dos serviços disponibilizados, a Secretaria de Saúde está apresentando, desde julho, o absenteísmo de cada unidade por meio de um banner informativo.

O Ciscopar atende os 18 municípios que integram a 20ª Regional de Saúde. As vagas são calculadas de acordo com o número de habitantes de cada cidade, sendo que o agendamento segue os protocolos de regulação e a prioridade de cada caso.

Segundo a responsável pela divisão de agendamento, Clarice Fischer Angelotti, os pacientes faltosos contribuem com a demora por um agendamento especializado, pois tira a vaga dos pacientes que realmente estão precisando de uma consulta ou exame e que permanecem aguardando sua vez na fila de espera. “Temos um número baixo de vagas que não atende a demanda na maior parte das áreas. Por isso é importante a compreensão da população usuária do SUS, para que utilize os recursos existentes de forma consciente”.