Informe da redação: economia preventiva, pedágios e diretor Weintraub

Economia preventiva

Quando usar máscara de pano

Apenas dois meses após sua criação, a comissão especial instituída pelo TCE-PR (Tribunal de Contas do Paraná) para acompanhar, em caráter preventivo, os gastos das 399 prefeituras do Estado relacionados ao combate à pandemia do novo coronavírus já proporcionou uma economia aproximada de R$ 17,5 milhões aos cofres dos municípios paranaenses. São recursos que deixaram de ser gastos indevidamente após a adoção – junto aos gestores de 198 entidades públicas – de 288 procedimentos de fiscalização preventiva pelo grupo. Tratam-se, na maioria, de editais de licitação e contratações para a compra de suprimentos.

 

Pedágios

O novo Anel de Integração foi pauta de mais um encontro virtual durante a semana entre o governador Ratinho Junior, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e a bancada federal paranaense. Estado e a União seguem discutindo lotes, obras e a modelagem da nova concessão de rodovias que cortam o Paraná. A previsão é de que em breve comecem as audiências públicas sobre a próxima concessão.

 

Queda de braço

O Facebook resolveu peitar o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), e não cumpriu a determinação para tirar do ar internacionalmente os perfis de bolsonaristas que foram alvos do inquérito das fake news. A empresa decidiu que recorrerá ao plenário do STF e, até lá, as contas ficarão ativas.

 

Diretor Weintraub

O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub foi confirmado na quinta (30) como diretor executivo do Banco Mundial, em Washington. “O Banco Mundial confirma que o Sr. Abraham Weintraub foi eleito pelo grupo de países (conhecido como constituency) representando Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago para ser Diretor Executivo no Conselho do Banco”, informou o banco.

 

Mandato curto

Weintraub assume na primeira semana de agosto e deve sair já no fim de outubro, quando termina o mandato e outro nome deve ser indicado “pelos representantes dos nossos acionistas”, segundo a instituição. No cargo, ele receberá salário de US$ 21,5 mil mensais (o equivalente a R$ 110 mil).

 

Nota da discórdia

Nem foi impressa ainda e a nota de R$ 200 já rendeu bastante confusão, além dos memes das redes sociais e da campanha para que o cãozinho caramelo seja o ícone da cédula em vez do logo-guará. “Estava mesmo muito fácil achar troco para a nota de R$ 100. Às vezes, a coisa mais difícil em Brasília é não fazer nada”, postou o economista Gustavo Franco, ex-presidente do BC e um dos criadores do Plano Real.

 

Corrupção

A principal crítica é a vantagem para a corrupção, pois uma cédula mais alta facilita o transporte e a ocultação de valores ilegais e de origem criminosa. Isso porque o Brasil tem sua fama internacional.

 

Líder mundial

O Relatório Global de Fraude & Risco da Kroll, de 2019, aponta que o Brasil é líder mundial em lavagem de dinheiro. A pesquisa da Kroll – uma consultoria multinacional especializada em investigações corporativas e cibersegurança – ouviu 588 executivos seniores no mundo e concluiu que 23% das empresas brasileiras cometeram esse tipo de crime, porcentagem bem acima da média mundial, de 16%.

 

Reta final

A maioria das Câmaras de Vereadores volta do recesso na próxima segunda-feira. E, a um mês das convenções partidárias, o clima deve esquentar dentro e fora do plenário. Pelo que tudo indica, será dada a largada oficial para as eleições deste ano.


Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação