Uma idosa, de 62 anos, entrou em uma casa em chamas e salvou o bisneto, um bebê de 11 meses, durante um incêndio, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, segundo os familiares.

O caso aconteceu na noite de quarta-feira (10), no bairro Pinevile. No local, moravam 16 pessoas. Ninguém ficou ferido. A família contou que as labaredas chegaram a cerca de quatro metros de altura durante o incêndio.

Ao perceber o que estava acontecendo, os moradores saíram às pressas, mas o bebê ficou em um quarto, dormindo.

“Quando eu perguntei do Pietro, eles falaram que estava dormindo, e o fogo já estava entrando no quarto. Eu entrei, peguei ele e tirei. Meus netos são minha vida, eles moram comigo. Se eu trabalho, se eu luto, é por eles”, disse a catadora de materiais recicláveis Vera Dubinski.

 

Vera relatou que depois que todos saíram e antes da chegada dos bombeiros, decidiu se arriscar no local em chamas e correu até a outra extremidade da casa para resgatar o bisneto.

Bisavó entra em casa tomada por incêndio e salva bebê de 11 meses que dormia no local, em Pinhais — Foto: Andrei Cunico/RPC

Ela inalou fumaça e precisou ser encaminhada a uma Unidade de Pronto-Atendimento.

A mãe do menino, Silvia Dubinski, agradeceu o ato da idosa e disse estar aliviada pelo fato de a vida do filho ter sido salva.

“Uma sensação de desespero, mas ao memso tempo de alívio. Ele tem duas datas de nascimento agora, porque ele nasceu de novo. Se não fosse ela, meu filho estaria morto”, afirmou a mãe do bebê.

 

No terreno da casa, a família costumava armazenar materiais recicláveis para venda. O ponto onde os moradores reservam os recicláveis não foi danificado, mas a casa foi totalmente destruída.

Incêndio destruiu casa onde moravam 16 pessoas, em Pinhais — Foto: Andrei Cunico/RPC Curitiba

Incêndio destruiu casa onde moravam 16 pessoas, em Pinhais — Foto: Andrei Cunico/RPC Curitiba

Até a manhã desta sexta-feira (12), os familiares e amigos se mobilizaram para recolher os entulhos causados pelo fogo. Os moradores se abrigaram na casa de vizinhos.

“Nós perdemos tudo. Não é bastante coisa, mas todo ficou só com a roupa do corpo. Eu não sei explicar a força que eu tive, a única coisa que eu sei é que Deus estava junto comigo”, destacou a bisavó.

Até a publicação desta reportagem, as causas do incêndio não haviam sido informadas.

Vera, de 62 anos, conta que entrou em casa durante incêndio para salvar o bisneto, em Pinhais — Foto: Andrei Cunico/RPC Curitiba

Vera, de 62 anos, conta que entrou em casa durante incêndio para salvar o bisneto, em Pinhais — Foto: Andrei Cunico/RPC Curitiba

(G1 Paraná)