O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, e o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, encerraram a agenda de trabalho de quarta-feira (7), em Curitiba, por volta das 21h40 em audiência com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Na pauta, o modelo de gestão e investimentos em equipamentos para o Hospital Municipal de Retaguarda, que será instalado no antigo Hospital Santa Catarina, que hoje abriga o atendimento da UPA Brasília que está com as obras de ampliação e reforma em ritmo acelerado.

De acordo com Paranhos, a reunião também tratou da necessária transferência de pacientes que são atendimentos inicialmente pelas UPAs de Cascavel para os hospitais conveniados com o SUS. “Hoje temos um acúmulo de pacientes que estamos atendendo nas UPAs, que não nega o atendimento, faz sua parte, mas que não são referência da nossa estrutura de atendimento”, ressaltou o prefeito, observando que “não podemos continuar transformando as UPAs em hospitais, isso traz prejuízo aos pacientes e ao Município”.

Thiago Stefanello lembrou ainda que, nesse contexto, o HU (Hospital Universitário) de Cascavel tem importância fundamental e precisa ter sua situação equacionada com a maior brevidade possível. “O HU é referência para Cascavel e também para vários municípios da região oeste. Se ampliarmos a oferta de vagas e de atendimento no HU, vamos reduzir a sobrecarga das unidades municipais e proporcionar um fluxo mais eficiente em toda rede”, argumentou.

No encontro com Beto Preto, Paranhos e Stefanello também trataram do projeto de reforma da UBS do Periolo.