HISTÓRIA: Professora lança o livro Imigração “Brasiguaia”

A importância da obra lhe rendeu o certificado de Mensão Honrosa, concedido pela Assembleia Legislativa do Paraná.

A professora da Unipar e historiadora Marta Izabel Fiorentin acaba de lançar o livro Imigração “Brasiguaia” – Cotidiano, Sociabilidades e Hibridação Cultural. A importância da obra lhe rendeu o certificado de Mensão Honrosa, concedido pela Assembleia Legislativa do Paraná.

O livro, escrito durante seu mestrado e doutorado, tem o propósito de expor a ideia de pertencimento dos imigrantes brasileiros em relação à sociedade paraguaia, focando em questões como identidade cultural e nacional e hibridismo cultural, a fim de perceber as diferenças entre uma geração e outra.

Além disso, informa como essas famílias de imigrantes foram estabelecendo e construindo os espaços de convivência e inter-relação social, construída ao longo dos anos. O livro também busca dar visibilidade à realidade social experienciada pelos descendentes de imigrantes brasileiros no Paraguai.

Para a realização da obra, a autora registrou informações que demonstram o cotidiano dos primeiros tempos da imigração, ressaltando o convívio sociocultural com a sociedade paraguaia. Os espaços estudados mostraram-se privilegiados para a análise das interações, adaptações, conflitos, ideologias e a pluralidade cultural. Os entrevistados são de diferentes localidades do leste do Paraguai (Corpus Christi, Katueté, Curva da Lata, Gleba 11, Cruce Guaraní, Hernadárias, Santa Rita, Alto Piquiri, Santa Fé e Raúl Arcenio Oviedo).

Ladeada pelo chefe de gabinete Eloir Posser e o jornalista Miguel Portela, escritora exibe certificado de Menção Honrosa concedido pela Assembleia Legislativa do Estado


Fale com a Redação

quatro + dezenove =