Poucas horas depois de anunciar a saída de Gilson Kleina, a Chapecoense já oficializou o retorno de Guto Ferreira, um sonho antigo do presidente Plínio David de Nes Filho. Essa é a segunda passagem do treinador pelo time de Chapecó, que estava no mercado desde o início de junho, quando deixou o Bahia. Com 52 anos, ele foi o comandante responsável por montar o elenco que mais tarde chegou à final da Sul-Americana em 2016.

A primeira passagem de Guto pela Chape começou em setembro de 2015, na reta final do Campeonato Brasileiro.

Ele chegou para substituir Vinícius Eutrópio e afastar o fantasma da zona de rebaixamento. O treinador manteve o clube na Primeira Divisão e ainda conquistou a vaga na Sul-Americana. Em 2016 foi campeão catarinense em cima do Joinville e ganhou a confiança do torcedor, mas ficou em Chapecó só até junho.