O Governo do Estado retomou a obra da maternidade do HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná), em Cascavel, que estava paralisada há quase quatro anos. Uma discussão sobre a recomposição financeira tinha inviabilizado a continuidade do empreendimento. A finalização da primeira etapa da ala foi garantida com recursos da Secretaria de Estado da Saúde e anunciados nesta sexta-feira (30).

O investimento total será de mais de R$ 11 milhões. Na próxima semana será feito o pagamento de R$ 1,650 milhão. Os recursos fazem parte de indicação de emendas parlamentares ao orçamento do Estado.

“O governador Ratinho Junior determinou que as obras não podem ficar paradas no Estado. Superamos uma discussão sobre a readequação financeira e agora daremos continuidade nesta importante ala para a região Oeste”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “Viemos até Cascavel para anunciar essa finalização, garantindo assim a possibilidade de as pessoas terem acesso aos serviços de saúde perto de casa”.

Mais de 90% da obra já foi levantada. A unidade será equipada com diversas estruturas de assistência ao atendimento materno-infantil, com 78 leitos de pré-parto e pós-parto, 22 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal e 24 de cuidados intermediários.

“Esses investimentos fazem parte da política do Governo do Estado de regionalização dos serviços de saúde, numa parceria com o hospital e a Unioeste. Teremos uma unidade que vai absorver com mais qualidade e segurança as gestantes e os nascidos aqui”, ressaltou o secretário.

Para o diretor do HUOP, Rafael Muniz, a obra era muito esperada pela comunidade e reafirma o compromisso do Governo com a saúde. “É com muita satisfação que recebemos essa notícia para a finalização da sonhada obra da ala materno-infantil, tão importante para Cascavel e a região Oeste. Um trabalho importante da Secretaria da Saúde e do Governo do Estado”, disse Muniz.

CONSÓRCIO  O secretário Beto Preto anunciou ainda, a liberação de recursos para aquisição de novos equipamentos para o Cisop (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná), num total de R$ 700 mil. O Cisop é a principal estrutura de atendimento secundário para uma população de quase 550 mil pessoas de 25 municípios.

AGENDA – O secretário também visitou as obras do Hospital Municipal de Realeza, na região Sudoeste. O investimento do Governo é de R$ 2,20 milhões, com contrapartida da prefeitura. “Importante obra neste hospital, que pegou fogo e agora está sendo reerguido com apoio da Tesouro Estadual, para colocar mais serviços de saúde de forma regional”, destacou.

Já em Capitão Leônidas Marques, o secretário participou da assinatura da ordem de serviço de uma nova unidade de atenção especializada.