POLÍTICA

Governador vistoria andamento das obras do Trevo Cataratas e das duplicações de Cascavel

26 de maio de 2022 às 07:53
Publicidade

 

 

Cascavel – O governador Carlos Massa Ratinho Junior vistoriou ontem (25) três importantes obras rodoviárias em Cascavel. A primeira aconteceu na modernização de um dos principais entroncamentos rodoviários do Paraná, o Trevo Cataratas, que já atingiu a marca de 80% de conclusão, sendo resultado do acordo de leniência da antiga concessionária que operava na cidade com o MPF (Ministério Público Federal). As outras visitas foram nas duplicações da BR-277 e do Contorno Oeste, frutos da parceria institucional com a Itaipu Binacional.

“São obras fantásticas. O Trevo Cataratas é um problema de 35 anos que tiramos do papel, que já está com 80% de conclusão, e faz parte de um pacote de obras milionário. É uma alegria ver alguns dos sonhos de Cascavel se tornando realidade”, declarou o governador. “Cascavel é a mola propulsora do desenvolvimento econômico do Paraná, e representa o Oeste, que é uma força agrícola. Essa região precisa de investimentos que gerem mais empregos”.

Essas três obras ajudam a reconfigurar o trânsito rodoviário da cidade, em franca expansão, e se somam a investimentos em outros modais. Há pouco mais de um ano foi inaugurado o novo aeroporto da cidade, com investimento da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, e a Nova Ferroeste vai transformar a cidade em um grande centro de distribuição para o Porto de Paranaguá, favorecendo o agronegócio de todo o Oeste.

O prefeito Leonaldo Paranhos destacou o impacto das obras para Cascavel e região. “Essas três intervenções viabilizadas por essa gestão vão mudar a realidade da nossa cidade. Hoje estamos vendo a dimensão do impacto que a cidade vai ter no futuro”, ressaltou.

 

TREVO CATARATAS

No Trevo Cataratas, estão em fase final de execução dois viadutos e nove quilômetros de pavimentação de novas vias, reorganizando o tráfego de veículos e substituindo inteiramente o trevo antigo, que tinha histórico de acidentes frequentes. A estrutura dos novos viadutos está quase concluída, com as vigas longarinas já lançadas e os trabalhos concentrados na execução do tabuleiro das obras de arte especiais.

Também estão avançando os serviços de pavimentação da nova pista da BR-277, com a base e sub-base quase finalizadas, e segmentos já sendo executados com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ).  No restante do canteiro central, estão em andamento os serviços de terraplenagem, execução de dispositivos do sistema de drenagem, de contenção, instalação de novos postes e enleivamento de taludes.

O trevo conecta quatro vias: a BR-369, que leva a Maringá; a BR-277, que liga Guarapuava e Foz do Iguaçu; a PRC-467, em direção a Toledo; e a Avenida Brasil, principal via de acesso a Cascavel. O fluxo do trevo é estimado em 45 mil veículos por dia. A readequação do complexo rodoviário permitirá que estas rodovias que convergem não sofram interferências entre si, tornando o trecho fluido e sem a necessidade de semáforos, o que tornava o trânsito mais complexo.

Para facilitar o fluxo, o projeto executivo redesenhou o entroncamento com novas alças, ramos e vias. A obra também contempla dois quilômetros de bueiros para soluções de drenagem e uma caixa de retenção de produtos perigosos para proteger o escoamento de águas, em caso de acidente, além de ciclovias. Ela é fiscalizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). A previsão de entrega é até o fim do ano.

 

BR-277

A duplicação da BR-277 vai melhorar o acesso ao Show Rural, um dos maiores eventos do agronegócio do Brasil, e à Ferroeste, que tem um terminal na cidade. A obra prevê duplicação da rodovia entre o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a estação ferroviária, em uma extensão de 5,81 quilômetros, e inclui a execução de uma nova via marginal direita, incluindo uma agulha de acesso para a BR-277. Atualmente está cerca de 30% concluído.

A execução da marginal no local foi priorizada justamente para trazer mais segurança aos visitantes do Show Rural e demais usuários da rodovia, ajudando no escoamento do tráfego adicional gerado durante a semana do evento. Foram atendidas, também, solicitações da PRF, como a ampliação de desvios provisórios para passagem de dois veículos simultaneamente. A duplicação da BR-277 integra o convênio entre o Governo do Estado e a Itaipu Binacional, representando um investimento de R$ 48 milhões.

 

CONTORNO OESTE

A obra de duplicação do Contorno Oeste (BR-163) atingiu 40% de execução. A nova pista terá extensão de 14,28 quilômetros em pavimento rígido de concreto, uma nova ponte, um novo viaduto e uma via de acesso à Avenida Brasil, com extensão de 4,79 quilômetros. A duplicação recebe investimento de R$ 67 milhões.

A obra acontece a cerca de 500 metros do viaduto no entroncamento com a BR-277 e segue até o viaduto de entroncamento com a BR-467. Neste ponto será realizado o encaixe das novas pistas com a passagem inferior e o ramo de acesso, sem alterações na estrutura do viaduto. A nova via está em construção no lado esquerdo da pista existente, sendo separadas por um canteiro central de 10 metros. A duplicação será em pavimento rígido de concreto, com duas pistas de 3,6 metros cada, acostamento externo de 2,5 metros e acostamento interno de 1 metro.

Atualmente está em andamento a terraplenagem da plataforma da pista, com segmentos já recebendo as placas de concreto da pavimentação, com 22 centímetros de espessura. Estão em andamento, ainda, as implantações de novos dispositivos de drenagem e obras de arte correntes para lidar com água da chuva e água subterrânea, como bueiros, caixas coletoras, descidas d’água e drenos longitudinais. O contorno terá dois novos retornos em nível, no canteiro central.

A duplicação terá ainda duas obras de arte especiais: uma nova ponte sobre o Rio das Antas, paralela à existente, e um viaduto no entroncamento do contorno com o novo acesso à Avenida Brasil.

 

Foto: José Fernando Ogura/AEN

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE