Gilmar pede que PF acompanhe investigações de assassinatos de candidatos na Baixada

gilmar-mendes.jpgRIO ? O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, informou que, nesta quinta-feira, enviou ofício ao ministro da Justiça, Alexandre Moraes, para que a Polícia Federal acompanhe as investigações sobre as mortes de candidatos na disputa deste ano, tanto no estado Rio quanto no restante do país. Gilmar veio ao Rio para saber mais informações sobre os assassinatos especificamente na Baixada Fluminense, onde o número de mortes vem preocupando autoridades envolvidas no combate ao crime e na organização das eleições municipais.

Unimed

Eleições Rio

O presidente do TSE também disse nesta sexta-feira não ser contra as investigações da Operação Lava-Jato. Esta semana, o ministro havia criticado o vazamento de informações de delações premiadas. As declarações de Gilmar acabaram gerando reações de entidades de magistrados.

? Estamos vivendo um momento muito importante e, inclusive, houve equívocos nas informações. Eu não sou contrário à Lava-Jato. Pelo contrário. Tenho defendido o desenvolvimento dessas investigações porque elas contribuíram decisivamente para uma mudança no Brasil ? disse o ministro, em visita a um cartório eleitoral em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Apesar de se dizer a favor da investigação, Gilmar fez ponderações:

? Mas tenho dito também que devemos observar os parâmetros legais. Não se combate crime comentando crime. Então, a gente tem que evitar abusos e excesso, qualquer tipo de constrangimento ilegal. Foi isso o que eu disse.


Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação