Curitiba – Confirmado na inédita final da Copa Sul-Americana, depois de vencer o Fluminense por 2 a 0 no jogo de volta da semifinal, na noite de quarta-feira, e eliminar o rival brasileiro com um triunfo por 4 a 0 no placar agregado, o Atlético-PR já sabe que decidirá o título em casa no dia 12 de dezembro.

É que o Furacão só tinha campanha inferior à do Flu até a semifinal, por isso decidiu a vaga no Rio de Janeiro. Com a classificação à decisão da taça, que renderá 2,5 milhões de dólares (cerca de R$ 10 milhões) ao campeão, além de vaga direta na Libertadores, o time paranaense assistiu de “camarote” ao segundo jogo da semifinal entre os colombianos Junior Barranquilla e Santá Fé, em partida que adentrou a madrugada de hoje, pelo horário brasileiro.

Independentemente de quem avançou – o Barranquilla tinha vantagem por ter vencido o jogo de ida por 2 a 0 fora de casa -, é certo que o primeiro jogo da final será na Colômbia, já na próxima quarta-feira (5).

Antes de voltar suas atenções para a decisão, o Atlético-PR voltará a atuar no Maracanã, já que enfrentará o Flamengo amanhã, às 19h, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, sonhando com uma vaga na Libertadores – está dois pontos atrás do Atlético-MG, que fecha o G6.

Flu demite técnico

O Fluminense demitiu o técnico Marcelo Oliveira, 63 anos, na tarde de quinta-feira. O time foi eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana na véspera e jogará no domingo pela permanência no Campeonato Brasileiro. O rival será o América-MG, no Maracanã. O time tricolor vive seu pior momento na temporada. São oito partidas sem vencer, 762 minutos (ou quase 13 horas) sem marcar gols e correndo sério risco de rebaixamento.