FAG: Alunos e familiares realizam atividade sobre arquitetura sensorial

O objetivo é compreender os conceitos sobre sentidos e percepções dos espaços arquitetônicos e urbanos

Uma atividade da disciplina de Teoria da Arquitetura: o discurso arquitetural integrou acadêmicos e seus familiares. A turma do sétimo período está estudando a arquitetura sensorial. A prática já foi realizada no câmpus do Centro FAG em outros anos. A professora Sirlei Oldoni propôs aplicá-la em casa. “Nesse momento, impossibilitada de fazer na FAG, eu pedi para que os alunos desenvolvessem com algum familiar. A atividade consiste em vendar os olhos e realizar uma ‘tarefa’ sob o comando do acadêmico, por exemplo, sair do quarto e ir até a rua”, explicou Sirlei.

Quando usar máscara de pano

O objetivo é compreender os conceitos sobre os sentidos e as percepções dos espaços arquitetônicos e urbanos. Logo após a atividade, o familiar expôs seu depoimento sobre os sentidos e as sensações que foram estimulados. “A intenção é que os alunos levem em consideração todos os sentidos, além da visão, ao projetar. Todos os sentidos humanos influenciam nossa percepção do espaço, e as experiências mais poderosas são aquelas que envolvem todos ao mesmo tempo”, complementa.

A acadêmica Fernanda Talita Martins Teixeira contou com sua irmã para desenvolver a atividade. E, como é ensinando que se aprende, compartilhar o conteúdo da faculdade com a família é também uma forma de eternizar o conhecimento. “Foi muito produtiva a atividade, pois, além de conseguir apresentar o conteúdo para a minha família, ainda pude ser ‘professora por um dia’, desenvolvendo a atividade com eles. Segundo depoimento da minha irmã Graciele, ela não percebia sobre os sentidos que a arquitetura poderia despertar. Foi muito especial”, reflete Fernanda.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

8 − quatro =