Estudo definirá novo local para radares fixos em Cascavel

Serão remanejados, inicialmente, sete dos 26 radares fixos que existem em Cascavel

A Transitar/Cettrans iniciará, na semana que vem, um estudo para definir o remanejamento dos radares fixos. A aferição de velocidade nos pontos que serão estudados será feita com radar móvel, equipamento que será cedido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) apenas para o estudo.

Em Cascavel, por determinação do prefeito Leonaldo Paranhos, os agentes de trânsito não emitem notificações com radares móveis. O trabalho da equipe que estará temporariamente operando o radar móvel terá apenas a finalidade de mensurar o fluxo de veículos e velocidade para definir os novos endereços dos radares fixos.

Em Cascavel existem 26 radares fixos que ficam instalados em determinados locais até que eles cumpram sua finalidade, que é principalmente reduzir o número de acidentes e as infrações de trânsito.

De acordo com Alex Sandro Vitório, gerente da Divisão de Fiscalização de Trânsito, o estudo deverá durar aproximadamente duas semanas e o remanejamento dos equipamentos será concluído em 60 dias. “A medição de velocidade, que é feita por radar portátil, é apenas parte do estudo e vai ser concluída dentro de um ou dois dias. Tem que aferir a velocidade dos veículos que transitam por esses locais que nós planejamos para remanejar os radares”, diz.

Estatísticas

As mudanças dos locais de fiscalização por radar fixo são definidas com base em números do setor de estatísticas da Transitar/Cettrans. “A gente verifica os pontos que aconteceram mais acidentes com vítimas em 2019 e fazemos os estudos nesses locais. Também analisamos solicitações dos vereadores, que são representantes da sociedade, e as reivindicações da população de um modo geral. Todas essas demandas são observadas”, diz Vitório.

Inicialmente, serão remanejados sete equipamentos.



Fale com a Redação

5 × três =