Cascavel – O governo do Estado divulgou nessa sexta-feira (7) edital de chamamento público dirigido aos proprietários das terras que serão desapropriadas para receber o novo Aeroporto Regional do Oeste. O objetivo é avançar no processo de acerto e pagamento de valores, que começam a ser pagos já nesta semana. A área fica na divisa dos municípios de Cascavel, Toledo e Tupãssi.

Os proprietários terão prazo de cinco dias úteis para entrar em contato com a Coordenação de Gestão de Planos e Programas da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística para conhecimento dos valores e das condições de pagamento das indenizações e manifestar interesse na composição amigável.

Conforme o governo, se houver acordo, as indenizações serão pagas imediatamente. Isso porque R$ 10,5 milhões em recursos foram empenhados e depositados em conta específica para as indenizações ainda em julho.

Urgência

Em novembro, o secretário-chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico, esteve em Cascavel para a primeira reunião com os donos das terras que serão desapropriadas. O encontro foi na sede da Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel).

Técnicos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística e da Procuradoria-Geral do Estado conversaram individualmente com todos que compareceram. Com o edital recém-baixado, o governo dá sequência ao processo.

“A governadora Cida Borghetti sabe da importância desse aeroporto, que é aguardado há mais de 30 anos, e determinou urgência nos acertos da desapropriação para permitir que as obras possam ser iniciadas o mais rápido possível”, disse Sperafico.

Demanda histórica

Depois de quatro décadas de espera e muita luta, no início de julho deste ano a governadora Cida Borghetti assinou decreto de utilidade pública para a desapropriação de uma área de cerca de 60 alqueires entre os municípios de Cascavel e Tupãssi, onde ficará o novo aeroporto. Também foi firmado um acordo com Itaipu para o desenvolvimento do projeto.

Além de transportar passageiros, o novo aeroporto deverá também possibilitar o transporte de cargas.

Leia abaixo os editais completos: