Segundo a ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software), o Brasil é o nono maior mercado de softwares de serviços de TI do mundo. Em 2017, o país teve um crescimento de 4,5% no investimento em tecnologia da informação. Como parte desse mercado, estão os softwares de gestão (ERP online). Muitas companhias de pequeno e médio porte já procuram essas soluções com o objetivo de obter um maior crescimento no faturamento.

Quando se pensa em abrir uma empresa, muitos empreendedores se atém a fatores relacionados com o segmento de atuação no qual se pretende atuar. Fatia de mercado, possibilidades de crescimento, investimentos em publicidade, marketing e comunicação, entre outros. Em alguns casos, inclusive, há ligações emocionais, como é o caso de alguém que abre um restaurante porque sempre teve muito apreço por cozinhar.

Durante esse processo, um dos principais aspectos ficam de lado: a gestão administrativa. Controle dos funcionários, fluxo de caixa, emissão de notas fiscais e pagamento de fornecedores são só algumas das várias tarefas que precisam ser realizadas. É nesse âmbito que está o software de gestão para micro e pequenas empresas. Para lojas virtuais, o processo pode ser ainda mais automatizado, com o cadastro e controle de produtos no estoque.

Com processos burocráticos automatizados, o nível de produção aumenta, já que não será necessário se ocupar com problemas mais administrativos. De acordo com pesquisa da IDG Research Services encomendada pela Sage, com empresas de pequeno e médio porte dos Estados Unidos, as companhias que adotam essa solução apresentam um crescimento 35% mais acelerado do que quem não faz uso dessa tecnologia. Além disso, a produtividade é elevada em 10%.

A centralização dos processos por meio de um software também é capaz de reduzir o número de fraudes e falhas de comunicação entre os funcionários. Tais práticas são essenciais para não se ter prejuízo em alguma operação ou para maximizar ainda mais os lucros de uma determinada empresa. Por ajudar a organizar as finanças, centralizar os processos e proporcionar um maior tempo para executar as tarefas realmente importantes, muitas pequenas e médias empresas buscam essas soluções de gestão, já empregadas por multinacionais e grandes empresas do mercado.