O mês de outubro tem sido marcado, infelizmente, pela grande quantidade de acidentes de trânsito no perímetro urbano de Cascavel. Entre os dias 1º e 20 deste mês o 4º Grupamento de Bombeiros de Cascavel registrou 124 acidentes de trânsito, entre colisões, atropelamentos, capotamentos, choques contra anteparos, quedas de veículo, saídas de pista entre outros. Nesta semana, de segunda a quarta, as equipes do Corpo de Bombeiros foram chamadas em 19 ocorrências.

O número de acidentes preocupa, tendo em vista que ainda estamos em pandemia e muitas pessoas estão internadas em leitos de enfermaria e UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A média em outubro é de seis acidentes por dia. De acordo com o major Amarildo Ribeiro, coordenador do Cotrans (Comitê de Trânsito de Cascavel), apesar das diversas atividades de orientação aos condutores, a quantidade de vidas perdidas em acidentes não reduziu este ano. “Até o final de outubro de 2020 eram 52 óbitos. E neste ano, até agora, foram registrados 50. Estamos com números aproximados de 2020, que fechou com 69 mortes”, pontuou Amarildo.

Os motociclistas, segundo dados do Cotrans, somam o maior número de vítimas fatais do trânsito cascavelense, com 18 mortes até o mês de setembro, aumento de 28% em relação ao ano passado. O quadro mostra o comparativo de mortes no trânsito entre 2020 e 2021, considerando o período de janeiro a setembro.

 

Bons resultados

A Transitar informou que no primeiro semestre de 2021, mais de 81% dos cruzamentos com maior número de acidentes e de maior gravidade, foram registrados justamente onde há sinalização semafórica. Na contramão desse índice, os cruzamentos com rotatórias apresentaram redução média em mais de 81% de acidentes, com alguns locais zerando registros de ocorrências, como é o caso da Rua Mato Grosso, esquina com a Rua Engenheiro Rebouças, conforme dados desde a implantação, em 2016.

A presidente da Transitar, Simoni Soares, contou que outras rotatórias serão implantadas em cruzamentos com altos índices de acidentes de trânsito. “Vamos ainda neste mês implantar mais quatro rotatórias, além das duas que já estavam no nosso cronograma, todas deferidas com base nos registros de acidentes no local”, detalha Simoni.

Após a conclusão das seis novas rotatórias, Cascavel passará a contar com 29 dispositivos até o fim de outubro.

 

Atenção nas rodovias

Entre os dias 8 e 12 deste mês a PRF (Polícia Rodoviária Federal) desenvolveu de a Operação Nossa Senhora Aparecida nas rodovias federais da região de Cascavel.  Durante o período, a PRF registrou 11 acidentes, os quais resultaram em 13 pessoas feridas e uma morta.

Nas ações de fiscalização da PRF em Cascavel foram flagrados 192 motoristas em excesso de velocidade e 150 condutores ultrapassando em local não permitido. Ainda, ficou constatado que 40 ocupantes de veículos não utilizavam o cinto no momento da fiscalização e que nove motoristas estavam dirigindo sob influência de álcool.

Diante da negligência por parte dos condutores, os policiais seguem com atividades de fiscalização e orientação nas vias marginais e rodovias de Cascavel, com o intuito de conscientizar a população.  (Redação – Paulo Eduardo)

Foto: Luiz Felipe/Portal SOT