Em obras desde agosto do ano passado, a rodoviária  de Toledo recebe investimentos de R$ 1,8 milhão do Governo do Estado. Os recursos, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, são a fundo perdido, por meio do PAM (Programa Plano de Apoio aos Municípios),  ou seja, sem necessidade de devolução. A contrapartida municipal é de R$ 94 mil.

O terminal foi construído em 1985 e passou por apenas uma reforma desde então. Diretora de projetos de engenharia da prefeitura de Toledo, Stella Fachin conta que a modernização contempla uma área de 2.425 metros quadrados. Inclui pintura, troca de esquadrias metálicas e revestimentos, revisão na parte elétrica, instalação de piso tátil, elevador, cercamento, recapeamento asfáltico, construção de um novo ponto de táxi, reforma dos banheiros, entre outras melhorias. A expectativa é que seja concluída em outubro. “A estrutura não foi ampliada, mas sim modernizada. Fazia muitos anos que o terminal tinha a mesma configuração. Precisava ser melhorado porque é a porta de entrada do município”, ressalta.

Ela destaca dois tópicos que caracterizam o projeto de reestruturação: segurança e acessibilidade. “Colocamos grades no local de entrada e saída dos ônibus para evitar que pessoas andem por ali livremente e corram riscos. E trocamos as rampas, que estavam fora das normas, por um elevador, garantindo mais conforto e acesso fácil”, explica a arquiteta.

Secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega explica que a modernização do Terminal Rodoviário Alcido Leonardi era um pedido antigo da população de Toledo. Ele lembra que a obra integra um grande pacote de intervenções do Governo do Estado no município, que conta com ações de infraestrutura, saneamento, saúde e segurança. “São obras para melhorar a vida das pessoas, como escolas, equipamentos e serviços”, afirma.

Ortega reforça ainda a importância da parceria entre Estado e municípios, melhorando a vida da população paranaense. “As obras acontecem porque há parceria, honestidade e transparência. São investimentos em habitação, asfalto, infraestrutura para o cidadão”, ressalta.