Cascavel – Há pelo menos dez dias o HU (Hospital Universitário) de Cascavel diminui a regulação de pacientes de ortopedia de sete para um por dia. A justificativa é que no feriado de 7 de Setembro muitos pacientes da região foram atendidos, o que diminuiu a capacidade para receber cascavelenses, que lotam as UPAs (Unidade de Pronto-Atendimento) à espera de cirurgias.

No fim da tarde de ontem, o vereador de Cascavel Roberto Parra (PMDB) foi até o HU conversar com o diretor-geral Edison Luiz Leismann sobre a situação. A reportagem do Jornal O Paraná foi impedida de acompanhar a visita sem muitas explicações.

A Parra o diretor disse que o HU é o único hospital da região que recebe pacientes ortopédicos e por isso a ala fica superlotada: “O diretor disse que o Hospital São Lucas – que também tem convênio com o SUS – não tem recebido pacientes da ortopedia e que por isso a situação fica caótica no HU e nas UPAs”, disse o vereador.

Só que o diretor técnico do Consamu (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste), Rodrigo Nicácio, contradiz e afirma que o Hospital São Lucas só recebe pacientes ortopédicos clicados na Central de Leitos, ou seja, vindos da região mas que, por conta da sobrecarga de pacientes dos últimos dias, também recebeu pacientes de Cascavel.

Para o diretor do Consamu, a redução do espaço no HU com a mudança do Pronto-Socorro e a reforma fizeram com que a regulação fosse direcionada para a UPA.

Por outro lado, Nicácio afirma que ter o HU como maior referência para regulação de alta complexidade é um grande problema, já que pacientes graves muitas vezes ocupam o mesmo leito por até três meses. Mas destaca que cabe ao Estado analisar a capacidade de realização de cirurgias do HU e se ela pode ser aumentada. “O hospital tem dois ortopedistas que atuam 24 horas por dia, cabe ao Estado verificar como está se dando o processo e se há capacidade para fazer mais”.

Já o Hospital São Lucas informou que está recebendo normalmente os pacientes da ortopedia e que há meses trabalha acima da média das AIHs (Autorizações de Internamento Hospitalar). A Fundação Hospitalar São Lucas tem a obrigação com alta complexidade de cirurgias ortopédicas e auxilia o HU.

Regulação

De acordo com o Consamu, ontem o HU recebeu três pacientes de ortopedia, porém mais seis casos ortopédicos, todos cirúrgicos, ainda permaneciam na UPA Tancredo Neves. O vereador Parra disse que a lotação na ala ortopédica continuava durante a tarde de ontem. “Nós entramos na ala ortopédica, que está superlotada, e no pronto-socorro, que tinha três macas vazias. Entramos num acordo para que o HU receba mais três pacientes que esperam na UPA, mas a transferência acontece só na terça pela manhã”.

Denúncia

O vereador afirmou ainda que está investigando denúncias de que municípios vizinhos estariam trazendo pacientes para o HU durante a madrugada e que os mesmo estariam ocupando os leitos. Parra não informou quais seriam as cidades nem como estão as investigações.