Em alerta: Já são mais de 4 incêndios por dia

O que mais preocupa os bombeiros é a causa dos focos

De segunda (8) até ontem (11), o Corpo de Bombeiros de Cascavel atendeu 18 incêndios em vegetação, uma média de mais quatro registros por dia. Além do número elevado, o que mais preocupa os bombeiros é a causa dos focos, que na maioria das vezes é provocado por moradores com a queima de lixo ou mesmo o descarte de bitucas de cigarro.

O Corpo de Bombeiros alerta para que os cuidados sejam redobrados nesta época do ano, quando o vento forte registrado diariamente e a vegetação seca, queimada pelas geadas do fim semana, se tornam uma combinação perigosa que faz com que as chamas se alastrem com muita facilidade, colocando em risco a população e os animais que vivem perto desses locais.

O pedido é para que a população evite qualquer tipo de queimada, por menor que possa parecer. Além do cuidado ao descartar qualquer produto inflamável, como bitucas de cigarro e até fósforos.

Grandes proporções

Nessa quinta-feira foram registrados sete incêndios em Cascavel, a maioria de grandes proporções, em que os bombeiros tiveram dificuldades em controlar as chamas.

Em uma situação registrada pela manhã, no Bairro Universitário, um sargento que atuava no combate às chamas teve queimaduras no rosto e precisou de atendimento médico. As chamas se alastraram rapidamente e se aproximavam de residências, além de colocar em risco animais que eram criados na área e precisaram ser soltos para se esquivarem das chamas.

Durante a tarde, outra queimada de grandes proporções foi registrada na região do Parque Verde, na Avenida das Torres. As chamas atingiram árvores e foram necessários dois caminhões ABT (Autobomba Tanque) para fazer o controle dos focos.

Umidade do ar

Outro fator que contribui para a maior incidência de queimadas é a baixa umidade relativa do ar registrada na região. Nessa quinta-feira, de acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), a umidade chegou a 38% em alguns momentos, quando o considerado adequado para a saúde humanada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é acima dos 60%. A situação é considerada crítica quando o percentual chega a 30, com alerta vermelho para cuidados com a saúde.

A previsão para chuvas na região de Cascavel é apenas para a próxima segunda-feira (15).

 Reportagem: Cláudia Neis



Fale com a Redação

8 + catorze =