SAÚDE

Dengue: Cascavel tem mais 209 novos casos na reta final do ano epidemiológico

29 de julho de 2022 às 10:04
Publicidade

Cascavel – Em um dos últimos boletins do atual ano epidemiológico, que vai de agosto de 2021 ao fim de julho de 2022, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou mais 209 casos positivos de dengue na cidade, que já soma um total de 13.008 casos, com 14 óbitos pela doença. Esse é um dos piores anos da história da doença na cidade que está em epidemia desde o dia 13 de abril e que há meses lidera o número de mortes e de casos pela a doença de todo o estado.

Até agora o bairro com o maior número de casos é o Interlagos com 1.002, seguido do Floresta com 971, Cascavel Velho com 885 e o Santa Cruz com 784 pessoas infectadas. Esta semana, a quantidade de casos é bem menor do que as anteriores que chegaram a confirmar mais de mil casos, mesmo com todo alerta do setor de saúde que pediu apoio da população para a eliminação de focos do mosquito transmissor.

Sobre as mortes provocadas pela doença, infelizmente, a maioria são idosos de 57 a 95 anos, sendo 8 homens e 6 mulheres e apenas um não tinha algum tipo de comorbidade. Os agentes de endemias continuam trabalhando nos bairros, inclusive naqueles que receberam a aplicação de fumacê há algumas semanas. Durante o primeiro semestre do ano, foram realizadas mais de 260 mil vistorias na cidade em todos os bairros.

Limpeza permanente

O ovo do mosquito pode permanecer aproximadamente um ano em local seco, por isso, é importante fazer a limpeza de todos depósitos fixos, bebedouros de animais, vasos de plantas e outros locais para eliminar qualquer ovo que esteja depositado, realizandol o descarte adequado de todo lixo orgânico e também dos recicláveis, evitando que se tornem possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.

Os principais sintomas da doença são dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, febre, manchas pelo corpo. Quem tiver este tipo de sintoma deve procurar uma unidade de saúde para atendimento médico

No Paraná

Dados do boletim desta semana divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, confirmam mais 3.139 casos de dengue no Paraná e mais duas mortes, de dois moradores de Palotina, região Oeste do Estado. Desde o dia 1º de agosto de 2021, o Estado soma 76 óbitos, com 129.646 casos confirmados, 11.924 em investigação e 253.260 notificações.

Dos 386 municípios com notificações, 358 tiveram casos confirmados e 315 registraram autoctonia, quando a dengue é contraída no município de residência. O mosquito Aedes aegypti também é responsável, além da dengue, pelo zika e chikungunya. Durante este período não houve registro de casos de zika e foram indicados 32 casos de febre chikungunya, sendo nove autóctones e 21 importados.

Foto: Secom

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE