Foz do Iguaçu – Desde que foi habilitado pelo Laboratório Central do Estado, há três meses e meio, o Centro de Medicina Tropical do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, mantido pela Itaipu, já aplicou cerca de 12.700 exames de RT-PCR para o diagnóstico da covid-19 nos municípios da 9ª Regional de Saúde.

As respostas já vinham sendo dadas em ritmo acelerado. Com a chegada da segunda máquina, no início de julho, e a contratação de profissionais para o funcionamento do laboratório 24 horas, a capacidade aumentou numa média de 300 a 500 exames por dia. “Só em julho, 6.306 exames foram feitos, representando um acréscimo de 72,5% quando comparado ao mês anterior”, disse o diretor superintendente do HMCC, Fernando Cossa.

O tempo de divulgação dos resultados varia de laboratório para laboratório. “Aqui, no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, estamos trabalhando com até seis horas para entregar o resultado para pacientes ambulatoriais e três horas e meia para pacientes internados”, reforçou o gerente do CMT, Robson Delai.

Para o diretor superintendente, “os resultados também servem para direcionar a ala específica em que o paciente será internado, evitando assim o cruzamento de fluxos e agilizando o manejo dos pacientes”.