O corpo de uma pessoa foi encontrado em um carro em chamas na Rua André Felipe, no bairro Antinha, em Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na noite de sexta-feira (27). A Polícia Civil suspeita que a vítima seja uma mulher que está desaparecida na cidade.

Segundo o delegado Mário Sergio Bradock, quando as equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Polícia Civil chegaram ao local, o carro ainda estava em chamas.

“O corpo da vítima estava no banco do motorista do carro. Infelizmente não havia nada que pudéssemos fazer, pois a pessoa já estava morta e o veículo totalmente queimado”, disse o delegado.

O delegado afirmou que o veículo está no nome de uma mulher, de 49 anos, que está desaparecida desde sexta-feira.

“Ela sumiu pela manhã. Analisando os registros de denúncias feitas por ela, percebemos que ela tinha uma briga com o ex-marido. Ela dizia que ele andava seguindo ela, ela fez BO [boletim de ocorrência] contra ele. Ele negava que seguia ela, e também fez BO contra ela. Um fazia BO contra o outro”, disse Bradock.

Ainda nesta sexta-feira, a mãe da mulher desaparecida foi ouvida pelos policiais e, conforme o delegado, disse que ela tinha muito ciúmes do carro, não deixava ninguém dirigir.

“Isso só reforça a possibilidade de que realmente seja ela a pessoa morta, mas não vamos confirmar nada até sair o resultado do exame, que vai ser feito a partir do osso do corpo que estava no carro”, completou o delegado.

Polícia Civil suspeita que veículo é de mulher que está desaparecida desde a manhã de sexta-feira (27) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia Civil suspeita que veículo é de mulher que está desaparecida desde a manhã de sexta-feira (27) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O ex-marido da mulher desaparecida foi ouvido na madrugada deste sábado (27). Segundo o delegado, o homem negou o crime, mas o depoimento não convenceu os policiais.

“Ele disse que estava com a atual namorada, mas deu uma história suspeita, que ainda vamos apurar”.

Conforme a polícia, na segunda-feira (30), o homem deve ser ouvido novamente pelos investigadores da Delegacia de Bocaiúva do Sul, dessa vez com um advogado.

Segundo a polícia, o veículo foi achado em um ponto da cidade onde não há nenhuma casa por perto, o que dificulta por não haver testemunhas.

O delegado disse ainda que aguarda os laudos, do exame do corpo da vítima e da perícia feita no carro, para confirmar ou não as suspeitas e ver se não foi deixado nenhum vestígio.

Fonte: G1 Paraná