Vamos atrás de patrocínio, revendedores de carros, só uma Cooperativa não seria o suficiente, a surpresa veio rápido, não há carro novo; não temos tempo para insistir. Surge uma idéia a saúde está se renovando, obra em todo canto ou melhor em todos os hospitais, mas apesar de hospitais cheios, a  frase era um  refrão: Não temos dinheiro,  estamos vivendo uma crise, mas um grupo está construindo um gigante e precisa mostrar, é aqui pertinho não importa, estaremos lá, acenaram, mas outro do lado de cá também se entusiasmam e lá estavam bonito de ver, outras obras apareceram estava salva a apresentação, os brindes estavam chegando, o assessor fotográfico, e também de imprensa animadíssimo eufórico, mas eu como macaco velho tinha um certo  ceticismo não estava calmo, até por que  ainda não absorvi a vida de internauta, ou seja lá como for, sou um fóssil  diante dos computadores e telefones móveis.

Uma corrida nos hospitais, clínicas, consultórios levando convites, cartazes, mas o tempo era curto, mensagens chegavam e a coordenadora de eventos era só sorrisos.

Na véspera choveu muito, e aí a grande dúvida, será que o tempo melhorou? Mas São Pedro nos ajudou e no dia: “tempo bom!”.

Sacolas, vinhos, mensagens tudo sendo preparado, e mãos na massa. Vamos para o Centro de Eventos, não, não era o Teatro mas como um amigo nosso desde 19:40h mas a fila não andava, muita gente nova, o Teatro não abria as portas, e eis que uma alma caridosa apareceu e disse não é aqui, hoje temos festival da dança, não era sua praia, e teve que se deslocar para a Avenida Rocha Pombo, mas por sorte também estávamos atrasados, inocentemente aguardávamos as “autoridades” e mais colegas.

Mas ainda na parte da tarde quando dos ensacamentos uma surpresa, o símbolo de um dos colaboradores não estava na mensagem, foi o primeiro a contribuir, mas graças ao telefone, pedi que enviassem uns prospectos, folders, enfim o que tivesse de propaganda e assim foi feito e novamente, vamos abrir as sacolas já prontas e inserir uma propaganda até melhor.

Voltando à noite, meus amigos fotógrafos me chamaram para fotos com convidados, com colaboradores, com amigos, o meu sorriso já estava congelado não de frio mas de tantas fotos tiradas, e logo eu que não sou narcisista.

E finalmente o futuro chegou, o apresentador, ou melhor mestre de cerimonias, sempre amigo e cortez cumpriu o cerimonial à risca e mesmo com um som com chiado que não foi possível distinguir pois como tenho um chiado permanente e não tem cura em meus ouvidos, nem percebi o novo.

O futuro chegou com belas imagens, e o tempo transcorreu como se estivéssemos numa ampulheta de areia finíssima.

Após a belíssima apresentação e também futurística, passamos aos brindes e sorteios, todos que foram levaram para casa um delicioso néctar dos deuses que foi abençoado por “Baco”.

Logo após o início cochicharam ao meu ouvido: _ vamos convidá-lo para um jantar com a Diretoria e ao chegarmos no camarim já estava de saída, iria jantar com a mãe, e com argumento maternal se despediu pedindo para enviar depois as fotos do evento.

Orientei a guarda das sobras e fiquei com ciúmes, pois estabeleci que nós da diretoria não podíamos ganhar nenhum prêmio.  Mas uma surpresa estava reservada, um jantar para o petit-comitê delicioso com música na Rua Minas Gerais.

Mas a festa não acabou, sim disse festa pois depois de um ano e dez meses sem nos encontrarmos muita coisa teríamos que contar e então marcamos uma reunião para prestar contas, organizar recibos, contar os centavos e nos estruturarmos para a próxima que será em 17 de novembro até princípio de dezembro com muita competição e muitos prêmios.

Na sexta-feira lá estava eu na estrada, a convite da Associação Médica do Paraná para um jantar em homenagem ao dia dos médicos, Fauna e Flora representada, muita festa e um feliz dia do Médico.

Retornamos de Curitiba após uma viagem para matar saudades com reencontros e novidades, mas depois eu conto.

Agora vamos a reunião de encerramento: a promoter estava pelo computador, (estado gripal), a avaliação foi realista, as opiniões dos participantes foram muito boas, todos gostaram.

Muitos não foram, não deram notícias, vários dos que não foram perguntaram: Não vai ter jantar? Coffe breake? Para os próximos um modelo diferente?

Alguns pelo telefone nos confidenciaram: Não me aglomero ainda.

Um funcionário depositou R$ 3100,00 era só R$ 3000,00, a empresa verificou o erro e só devolvemos os R$ 100,00, cédulas grudadas.

A Revista deve sair está no prelo.

Até a próxima atividade mais pessoas vacinadas e menos contaminados pelo Covid-19.

 

Dr. José de Jesus Lopes Viegas

CRM/PR 5279

Presidente Associação Médica Cascavel