Foto: Dálie Felberg/Alep

Benefício fiscal

O governador Ratinho Júnior encaminhou à Assembleia Legislativa o projeto de lei que amplia o benefício fiscal de ICMS às empresas da área de tecnologia instaladas em Cornélio Procópio, Londrina, Campo Mourão e Guarapuava. “Uma grande satisfação em anunciar o recebimento desse projeto do governo do Estado. Foi um compromisso do governador com os deputados estaduais. Essa medida vai incentivar os polos tecnológicos, gerar empregos e estimular a inovação no Paraná”, disse o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB).

 

Prêmio internacional

O Centro Universitário Internacional Uninter é finalista no International Green Gown Awards (Túnica Verde), uma das mais importantes premiações no mundo pela sustentabilidade do planeta. É a única instituição brasileira a concorrer em três categorias: Benefício à Sociedade, Criando Impacto e Engajamento Estudantil. O Green Gown Awards reconhece iniciativas de sustentabilidade realizadas por universidades e faculdades em todo o mundo.

 

***Emendas

O deputado federal Aliel Machado (PSB) anunciou novos recursos para a cidade de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais. Emenda no valor de R$ 360 mil foi destinada para projetos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). “Na semana que passou, foram depositados mais R$ 320 mil para o Hospital Bom Jesus, para compra de equipamentos que serão utilizados no SUS. Outros R$ 360 mil para a UTFPR que está com um projeto de desenvolver novos respiradores”, comentou.

 

Lei de improbidade

Apenas 4 dos 30 deputados federais paranaenses votaram contra o projeto que altera a Lei de Improbidade Administrativa, aprovado na última semana pela Câmara dos Deputados. Os deputados Diego Garcia (Podemos), Gustavo Fruet (PDT), Paulo Martins (PSC) e Sargento Fahur (PSD) votaram contra. Segundo membros do Ministério Público, do Judiciário e de entidades que fiscalizam a transparência pública, o projeto contém dispositivos que enfraquecem o combate à corrupção no País.

 

Decretos

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso acatou pedido dos advogados da Abrabar (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas) para engrossarem a ação impetrada pelo presidente Jair Bolsonaro contra os decretos de fechamento do comércio no Paraná e em Curitiba. Segundo a entidade, a liberdade econômica é vetor para a garantia do direito à sobrevivência das pessoas jurídicas e físicas prestadoras de serviços e do comércio.

 

3ª via

Um grupo de empresários de todo o País articula ações e apoios para incentivar o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro a participar como candidato  nas eleições de outubro de 2022. A intenção, de emplacar o ex-juiz e ex-ministro como alternativa de terceira via no pleito que vai definir o próximo presidente da República, ganhou destaque na imprensa nacional.

 

Cultura agoniza

Secretário especial de Cultura, Mário Frias, disse que a secretaria, vinculada ao Ministério do Turismo, vai criar uma linha de crédito no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para injetar R$ 408 milhões no mercado para ajudar o setor de eventos a partir do segundo semestre. “O mercado [cultural] foi dizimado [com a pandemia] e a gente corre o sério risco de não se recuperar se a gente não fizer alguma coisa”, disse.

 

CPI da Pandemia

A CPI da Pandemia aprovou nessa terça-feira (22) a lista de 14 nomes de testemunhas que passaram à condição de investigados. Entre eles, estão o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; seu antecessor na pasta, Eduardo Pazuello; e o ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo.